Bairros

25 motivos para amar a Penha

No coração da Zona Leste, o bairro da Penha se firmou com base na religião, e ficou famoso por sua rota Guarulhos-São Paulo

Por: Adriana Farias e Gabriel Bentley - Atualizado em

Crônica - Histórias da Penha
(Foto: Attílio/Veja São Paulo)

Os mitos que envolvem a origem do bairro, tal como seu nome, levam em conta o caminho de bandeirantes paulistas que seguiam em direção a Minas Gerais e ao Rio de Janeiro. Com um povo muito devoto às mais diversas religiões, o distrito, segundo a religião católica, é uma homenagem à Nossa Senhora da Penha. Mas a Zona Leste também se mostra símbolo de cultura, diversidade e tradição. Confira a lista abaixo os 25 motivos para amar o bairro da Penha:

+ 25 motivos para amar a Liberdade

1. Sua história se mistura com a origem do nome. A região, que depois seria chamada de Penha de França, fica localizada entre Guarulhos, São Miguel e Tatuapé, ou seja, Zona Leste de São Paulo com o município de Guarulhos. Passagem obrigatória dos bandeirantes a caminho do Rio de Janeiro e de Minas Gerais, desde meados do século 17, conta-se que um frânces fazia o trajeto até que encontrou uma colina, onde parou para pernoitar, tendo em sua mala uma imagem de Nossa Senhora da Penha. Quando levantou acampamento, percebeu que o papel havia caido. Recolheu-o e prosseguiu viagem. Mas logo sentiu falta da imagem novamente e, voltando a colina, encontrou o folheto com o retrato da santa no monte e acabou construindo uma capela onde a santa escolheu como nova morada.

igreja-da-penha_ricardo correa
No topo de uma das colinas mais altas do bairro, a Igreja Nossa Senhora da Penha (Foto: Ricardo Correa)

2. A Igreja Matriz de Nossa Senhora da Penha data de 1682. Construída em uma das colinas mais altas do bairro, a igreja amarela pode ser vista de diversos lugares da Zona Leste em bairros como Carrão, Tatuapé, Vila Matilde, Linha 3 - Vermelha do metrô, etc. É possível visitar a torre mais alta, mas o caminho exige esforço. São três tipos de escadas - uma normal, outra caracol e mais uma, de bombeiros. A visita ao ponto alto é guiada por um membro da congregação.

3. O aniversário do bairro é celebrado em 8 de setembro, dia de Nossa Senhora da Penha, padroeira do bairro e da cidade de São Paulo. Na data há muita comemoração no pedaço, como missa, procissão, quermesse e queima de fogos. As festas se iniciam no final de agosto, com uma novena, e terminam no final de setembro com o já tradicional encontro dos corais da região.

img-outdoor-o-shoppingpenha divulgação
Shopping Penha, o queridinho dos moradores da região (Foto: Divulgação)

+ Saiba mais histórias da Penha

4. Shopping Penha possui um ambiente bem familiar e conta com uma praça de alimentação pequena, mas com boas opções. Inaugurado em 1992 e expandido em 2004, o espaço tem quase 30 000 metros quadrados e aproximadamente 190 lojas, entre elas, Marisa, Kalunga, Centauro e Sonda Supermercados, além de seis salas de cinema. Trata-se de um dos xodós dos moradores do bairro.

ruadrjoaoribeiro80x1_sãopauloantiga
Residência é a mais antiga do distrito da Penha, na zona Leste de São Paulo (Foto: São Paulo Antiga (Reprodução))

5. Considerada a casa de alvenaria mais antiga do distrito, o endereço na Rua Doutor João Ribeiro, 80, infelizmente encontra-se deteriorado e foi posto à venda.

6. É na Penha que fica o Teatro Martins Penna. A casa de espetáculos é parte integrante do Centro Cultural da Penha. Reformado e com estrutura técnica de última geração, o local se mostra referência de cultura atendendo a todos os públicos com sessões de teatro e cinema.Com um acervo de aproximadamente 34 000 exemplares, a Biblioteca José Paulo Paes localiza-se dentro do centro cultural e, entre as categorias de literatura, estão livros didáticos, paradidáticos, dicionários, enciclopédias, jornais, revistas, recortes, mapas, atlas e multimídia. Para quem quer dar um gás nos estudos, a biblioteca se torna o caminho certo.

7. No Memorial Penha de França, sediado em uma casa de 1930, o historiador Francisco Folco conta a trajetória do bairro com agendamento (e-mail memorialpenha@terra.com.br)..

8.  Localizada no primeiro piso do Shopping Penha, a recém-inaugurada unidade da Nonno Pasini oferece espaço para toda a família no primeiro endereço na Zona Leste da Capital com diversas opções de massas pizzas no cardápio.

+ 25 motivos para amar a Vila Madalena

9. O Mercado Municipal da Penha, ou Mercadão da Penha, foi inaugurado em 1971 após pedidos da população. Situado entre as avenidas Penha de França, Gabriela Mistral e Cangaíba, o centro comercial conta com pouco mais de 25 000 metros quadrados e abriga trinta boxes de produtos nacionais e importados. Ao lado, há um terminal de ônibus ao lado, se você preferir deixar o carro em casa.

10. Com clima hipster, o Armazém 77 conta com ambiente descolado com caixas de madeira e letreiros neon junto à parede rabiscada com giz. O bar e empório vende cerca de 250 rótulos de cerveja, todos nacionais. Para quem gosta de aliar boas bebidas a deliciosas comidas, a boa ideia é aparecer por lá às sextas ou sábados, quando foodt rucks dominam a área.

+ 25 motivos para amar Santana

Centro cultural da Penha_divulgação
Centro Cultural da Penha: espaço de lazer e troca de experiências (Foto: Divulgação)

11. Além da Igreja Nossa Senhora da Penha, há outra alternativa bacana para os religiosos. A Igreja do Rosário, pequena e simples, foi construída em 1802 por escravos. Aos sábados, o largo onde fica a basílica abriga uma feira com artigos bolivianos. 

12. A Estação Penha, inaugurada em 1986, faz parte da Linha 3-Vermelha do metrô. Traz saídas para a Radial Leste e para o terminal intermunicipal - onde há ônibus com destino a Guarulhos, o que torna mais fácil o acesso de moradores de cidades dos arredores para cá.

13. Com um capacidade de 200 pessoas, o Espaço Cultural Mário Zan é propício à troca de experiências e à interação cultural. Com uma programação bem diversificada e diferenciada, atrai diversos perfis e faixas etárias de público.

+ 25 motivos para amar Pinheiros

14. A Praça 8 de Setembro, na Avenida Penha de França, marca a data oficial do nascimento do bairro. Foi entregue reformada aos moradores pelo seu aniversário de 342 anos. O ponto ainda guarda registros históricos da época da expansão da região: o traçado original da praça de 854 metros quadrados foi mantido na renovação.

15. A loja de vestuário feminino, masculino e infantil Torra Torra, na Praça 8 de Setembro, é uma campeão de vendas na região com preços camaradas.

16. A Padaria Requinte, na Aveida Amador Bueno da Veiga, 1288, acumula mais de 100 anos de tradição com receitas de bolos, salgados e pães que vêm de pai para filho.

17. O Clube Esportivo da Penha foi inaugurado em 1930 como um espaço para toda a família. O local abriga frequentemente grandes festas e confraternizações, devido ao seu amplo salão nobre, que torna o local extremamente convidativo, quando somado às churrasqueiras, ao galpão de eventos e ao salão de jogos.

Parque Linear Tiquatira
O Parque Linear Tiquatira, na Penha (Foto: Reprodução / Prefeitura de São Paulo)

+ 25 motivos para amar a Vila Mariana

18. Com 320 000 metros quadrados, o Parque Linear Tiquatira, ao longo da Avenida Governador Carvalho Pinto, atrai os moradores por suas quadras poliesportivas, campos de futebol, pistas de cooper, caminhada, ciclismo e skate, áreas de convivência e anfiteatro aberto. Na infraestrutura de serviço, encontram−se quiosques cobertos com mesas e bancos, sanitários e bebedouros. Há também um parque nesta avenida com uma pista multi-uso de skate, ciclovia e local para caminhadas.

19. O bairro também abriga importantes centros espíritas, como a Associação Espírita Beneficente Doutor Adolfo Bezerra de Menezes, Centro Espírita Cristão "Vicente de Paula" e "Laços Eternos" e "Fraternidade de Luz".

20. Quem chega ao bairro também pode fica admirado com sua arquitetura. Dá para ver construções típicas do século XIX a modernos e arrojados acabamentos.

21. A constante valorização da Penha a tornou mais procurada, e, junto aos bairros do Tatuapé, Anália Franco e Mooca, virou a chamada "elite da Zona Leste paulistana".

+ 25 motivos para amar a Pompeia

22. Vale ir em algumas das sessões de cinema do Penha Moviecom, cadeia de salas tradicionais de cinema com bilheteria informatizada e telas 3D.

23. Para compra de material escolar, dê uma passada na JP Papelaria. O estabelecimento ficou em quarto lugar com o melhor preço dentre vinte papelarias analisadas por VEJA SÃO PAULO em janeiro.

24.  O Clube de Bocha Primeiro de Outubro surgiu em 1939 e é filiado a federação paulista desse esporte. 

25. Segundo pesquisa realizada pela Rede Nossa São Paulo em 2010, a subprefeitura da Penha ficou em 13° lugar no índice de satisfação geral relacionada à qualidade de vida em São Paulo.

Fonte: VEJA SÃO PAULO