Bairros

25 motivos para amar o Itaim Bibi

Bairro ideal para quem quer (e pode) morar perto do trabalho, o Itaim Bibi está cheio de atrações - sobretudo gastronômicas

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Edifício 360 JK - imóveis - Especial Itaim Bibi 2228a
Bairro é repleto de espigões (Foto: Fernando Moraes)

Na região em que índios chamavam de “Itahy”, nasceu o bairro verticalizado e repleto de atrações gastronômicas chamado hoje de Itaim Bibi. 'Bibi' seria o apelido de Leopoldo Couto de Magalhães Júnior, antigo proprietário da fazenda que foi loteada e deu origem à área. Mas foi apenas na década de 70, com a canalização dos córregos e a abertura de grandes avenidas, como a Juscelino Kubitschek e a Faria Lima, que o pedaço começou a tomar os contornos atuais. Confira sua principais atrações e curiosidades:

1 - Junto aos muitos escritórios de empresas – Google, Louis Vuitton, Facebook... –, o Itaim está repleto de edifícios residenciais de alto padrão. É ideal para quem quer (e pode) morar perto de trabalho.

2 - O shopping mais antigo da cidade (e da América Latina) fica na Avenida Brigadeiro Faria Lima. Trata-se do Iguatemi, inaugurado em 1966.

3 -  Outro templo do luxo é o Shopping JK Iguatemi. Embora tenha mais cara de Vila Olímpia, fica na "boca" da principal via do Itaim Bibi.

4 - A Rua João Cachoeira é o shopping a céu aberto da área. Mais popular, a seleção de lojas de roupas agrada sobretudo àqueles que não querem gastar tanto.

Eataly São Paulo
O complexo gastronômico Eataly (Foto: Mario Rodrigues)

5 - Se a ideia é encher a sacola de comida, vá direto ao Eataly. O enorme mercado de alimentos italianos ultrasselecionados, misturado a pequenos restaurantes, ganhou a primeira unidade da América Latina em maio de 2015, na Avenida Presidente Juscelino Kubitschek.

6 - Outra atração internacional que pousou por ali: o restaurante Jamie’s Italian. A casa do chef-celebridade inglês Jamie Oliver abriu em março e vive lotada. O público que prova receitas como o tagliatelle à bolonhesa com farofinha de pão e ervas.

Nino Cucina
Linguine com vôngole e mexilhão do Nino Cucina (Foto: Fernando Moraes)

7 - A área acolhe ainda muitos restaurantes estrelados por VEJA SÃO PAULO. Só com quatro estrelas, tem o contemporâneo Side, o italiano Nino Cucina e os variados Cantaloup La Tambouille.

8 - E não tem preconceito culinário por ali não. Você pode almoçar no japa-peruano Osaka, jantar uma pizza n’A Tal da Pizza, comer no dia seguinte no asiático Tian, passar depois no francês L’Amitié, e por aí vai.

+ 25 motivos para amar a Liberdade

Parque do Povo - Itaim - 2249 - 52
O Parque do Povo (Foto: Fernando Moraes)

9 - Depois de tanta comilança, é possíveis queimar as calorias no Parque do Povo. No espaço inaugurado em 2008 dá para caminhar, correr, andar de skate e até jogar xadrez.

10 - A região se mostra bem servida de ciclovias e ciclofaixas de lazer, principalmente perto do parque. Ninguém tem desculpa para ficar parado.

11 - Ainda no tema fitness, academias bacanas povoam a região. Espere ver a Bodytech, a Fit2You, a Triathon, Bio Ritmo, etic.

12 - Com mais de um século de existência, o Esporte Clube Pinheiros é um dos mais tradicionais da cidade. Mantém no Itaim Bibi uma área de 170 000 metros quadrados e equipes de modalidades como handebol, esgrima, pólo aquático, ginástica olímpica.

The-Sailor
O pub The Sailor, na Avenida Faria Lima (Foto: Luiz Bereguer)

13 - Está a fim de encontrar um par? O Itaim Bibi tem de sobra endereços para paquerar. Já bote na lista os bares Boteco São BentoBrexóDezoito BarEu Tu ElesTatu BolaKia Ora e The Sailor.

14 - E não é só jovem que sai para agitar, não. Gente de quarenta, cinquenta anos vai no Charles Edward. No Vaca Veia predomina o pessoal com mais de 30 anos. Senhores bon vivant curtem uma botecagem diurna na longeva Mercearia São Roque.

15 - Quase uma Disneylândia para os enófilos, o Bardega é o bar com a maior quantidade de vinhos em taça da cidade. São mais de 100 rótulos disponíveis!

+ 25 motivos para amar a Vila Olímpia

Museu da Casa Brasileira
Museu da Casa Brasileira (Foto: Marcelo Sarmento)

16 - Especializado em design e arquitetura, o Museu da Casa Brasileira fica em uma mansão da década de 40 e tem um enorme jardim. Não deixe de conferir o restaurante interno Santinho.

17 - Para assistir a um filme, em geral blockbuster, o Kinoplex é um ponto de encontro no bairro. Fica no Brascan Open Mall, complexo de lojas e praça de alimentação.

18 - Quem quiser ver uma peça, poderá rumar ao Teatro Espaço Promon, na Avenida Presidente Juscelino Kubitschek.

19 - Na Casa do Saber, dá para se sentir um pouco mais culto. Os cursos livres passeiam por diferentes temas: filosofia, cinema, economia, religião..

Davvero Gelato Tradizionale
Sorvete de café branco da Davvero (Foto: Mario Rodrigues)

20 - A rota das sorveterias no Itaim Bibi se mostra caprichada. A melhor casa da cidade segundo a última edição VEJA COMER & BEBER é a Davvero Gelato Tradizionale, com seus gelados à italiana. O bairro tem espaço ainda para a Vipiteno Gelato & Caffé, a Cuordicrema, a Dolci Magie...

21 - Também há de sobra por ali hamburuguerias. Há as tradicionais Joakin'sNew Dog e Milk & Mellow, que parecem que estiveram sempre por lá. De pegada mais moderna, figuram a Butcher's Market, a Hamburgueria Nacional e a General Prime Burger, entre outras. E não param de surgir novidades.

22 - A melhor cozinha de bar na cidade pode ser encontrada no Camden House, vencedor da última edição VEJA COMER & BEBER. Não deixe de provar as costelinhas ao molho barbecue.

Kaá
O ambiente do Káa (Foto: Mario Rodrigues)

23 - E o ambiente mais bonito? O Kaá, que venceu a categoria variada em VEJA COMER & BEBER, tem um salão de encher os olhos, com uma enorme parede forrada de plantas e teto retrátil.

+ 25 motivos para amar os Jardins

24 - Gente bonita também não falta no bairro. As agências Mega Models e Ten Model ficam no pedaço.

25 - No meio de tanto espigão, é um alento encontrar um boteco à moda antiga como o  Botequim do Hugo, onde a conta final é somada em uma antiga máquina registradora.

Fonte: VEJA SÃO PAULO