Mostra Internacional de Cinema de São Paulo

Confira dez filmes para o público juvenil

Documentário sobre bullying e animação estrelada por dinossauros estão entre as produções em cartaz

Por: Redação VEJINHA.COM - Atualizado em

Bully
'Bully': casos de violência contra crianças e adolescentes (Foto: Divulgação)

Na programação da 36ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, não faltam histórias sobre ritos de passagem. A transição entre a infância e a adolescência, por exemplo, é um tema sempre presente na programação do evento. Este ano, a seleção caprichou em títulos que, enfocando esse e outros assuntos, falam diretamente ao público juvenil (e, em alguns casos, também infantil). Confira abaixo dez boas opções:

FRISSON DES COLINES (idem, 103min), de Richard Roy – Frisson é um menino de 12 anos que, no verão de 1969, vive as transformações da pré-adolescência: ele sonha em morar com seu herói, um motociclista fora-da-lei, e pegar um autógrafo de Jimi Hendrix em Woodstock. Quinta (25), Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca 5, 14h

Mosquita e Mari
'Mosquita e Mari': amor ou amizade? (Foto: Divulgação)

MOSQUITA E MARI (Mosquita y Mari, 85min), de Aurora Guerrero – O tema deste drama é a amizade entre duas estudantes de ensino médio, ambas de origem mexicana, que vivem em Los Angeles. A proximidade entre elas se torna tão intensa que as deixa em dúvida se a atração seria também sexual. Sexta (26), Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca 5, 0h; segunda (29), Cine Sabesp, 20h

EU NÃO FAÇO A MENOR IDEIA DO QUE EU TÔ FAZENDO COM A MINHA VIDA (idem, 90min), de Matheus Souza – Inspirada pelos pais, Clara decidiu prestar vestibular para medicina. Durante o curso, ela se descobre desmotivada e começa a matar aulas. Sexta (26), Cine Sabesp, 20h25; quinta (1/11), Espaço Itaú de Cinema - Frei Caneca 4, 14h

Gamer
'Gamer': o rei da telinha (Foto: Divulgação)

GAMER (idem, 92min), de Oleg Sentsov – No mundo dos games, Alex é craque. Conhecido como Koss, ele não deixa ninguém vencê-lo no Quake, famoso jogo de tiro. Mas o excesso de dedicação à telinha acaba interferindo nos seus estudos. Sexta (26), Cine Olido, 16h40; domingo (28), Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca 1, 23h20

Satellite Boy
'Satellite Boy': tempo de mudança no deserto australiano (Foto: Divulgação)

SATELLITE BOY (idem, 90min), de Catriona McKenzie – Pete é um garoto de 10 anos que, abandonado pela mãe, mora com o avô no deserto australiano. Quando sua casa é ameaçada de ser demolida, o menino tenta uma fuga ao lado de um amigo. Quinta (25), Cinemark – Shopping Metrô Santa Cruz 2; sábado (27), Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca 2, 17h

Crônicas da Infância
'Crônicas da Infância': crescer nos anos 80 (Foto: Divulgação)

CRÔNICAS DA INFÂNCIA (Playground Chronicles, 85min), de Brahim Fritah –  É 1980. Em uma década de transformações na sociedade francesa, o menino Brahim vive uma série de mudanças na vida: faz um grande amigo, se apaixona e começa a tomar gosto pela fotografia. Sexta (26), Cine Olido, 15h

TENHO 11 ANOS (I am Eleven, 95min), de Genevieve Bailey – O documentário focaliza crianças de 15 países, todas com uma semelhança: têm 11 anos de idade. Sexta (26), Cinemateca – Sala BNDES, 16h30; domingo (28), Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca 2, 18h30; quarta (31), Cine Livraria Cultura 1, 21h45

Bully
'Bully': casos de violência contra crianças e adolescentes (Foto: Divulgação)

BULLY (idem, 99min), de Lee Hirsch – O documentário narra casos de crianças americanas afetadas pelo bullying. Sexta (26), Reserva Cultural 1, 14h05; quarta (31), CineSesc, 14h; quinta (1/11), Cinemark – Shopping Metrô Santa Cruz 2, 19h

IMPLOSÃO (Implosion, 91min), de Sören Voigt – O drama alemão mostra a relação problemática entre um adolescente e seu pai, que entram em crise quando saem de férias para a costa espanhola. Quinta (25), Espaço Itaú de Cinema – Augusta 3, Sábado (27), Cine Sabesp, 18h; segunda (19), Cine Livraria Cultura 2, 17h20; quarta (31), Cine Sabesp, 18h10

Frankenweenie
'Frankenweenie': Tim Burton em stop-motion (Foto: Divulgação)

FRANKENWEENIE (idem, 87min), de Tim Burton – O filme de encerramento da Mostra, com exibição única, é um projeto antigo do diretor de Edward Mãos-de-Tesoura. Idealizada como um curta-metragem em 1984, a animação em stop-motion adapta o clássico Frankenstein, de Mary Shelley, ao universo infantil. No caso, um menino tenta fazer com que o cão reviva. Quinta (1º/11), CineSesc, 20h

Fonte: VEJA SÃO PAULO