Filmes

Mostra traz sessões gratuitas para alunos do Ensino Médio

Exibições acontecem no Cine Sabesp, no Cine Livraria Cultura e no MIS

Por: Redação VEJINHA.COM - Atualizado em

Colegas
Cena de "Colegas": filme premiado em Gramado é exibido gratuitamente na Mostra (Foto: Divulgação)

Começa nesta terça-feira (23), dentro da programação da 36ª Mostra o Festival da Juventude. Com temática jovem, as sessões são voltadas para os estudantes do Ensino Médio, e são gratuitas. Para ter acesso, basta apresentar a carteira de estudante.

+ Confira toda a programação da Mostra

Confira abaixo a programação

Cine Sabesp, sempre às 10h

Sexta (26): Eu Não Faço a Menor Ideia do que Eu Tô Fazendo Com a Minha Vida (idem, ficção, 90 min. Brasil, 2012. Dir.: Matheus Souza) Clara (Clarice Falcão) escolheu fazer medicina pelo simples fato de que toda sua família é formada por médicos. Não era o que ela queria, mas ela também não sabe se existe algo com o qual se identifique. Para se descobrir, ela inicia uma nova vida paralela sem contar para os pais ou namorado. Com Rodrigo Pandolfo e Leandro Hassum.

Segunda (29): Mosquita e Mari (Mosquita y Mari, 85min, ficção, EUA, 2012. Dir.: Aurora Guerrero) Duas estudantes do ensino médio, que moram em Los Angeles, estão prestes a se conhecer. Yolanda é uma menina estudiosa. Já Mary acabou de se mudar para a cidade e ainda não tem documentos para viver legalmente no país. Entre as duas, surge uma forte atração.

Terça (30): Dinotasia (idem, 83 min. Animação. EUA, 2012. Dir.: David Krentz e Erik Nelson) Uma viagem cinematográfica pela era dos dinossauros através de uma série de histórias curtas. Narrado pelo cineasta Werner Herzog, o filme faz uma reconstituição digital precisa dos dinossauros, mostrando o mundo a partir de seu ponto de vista.

Quarta (31): Implosão (Implosion, drama, 88 min. Alemanha, 2012. Dir.: Sören Voigt)História de amor entre dois jovens de culturas totalmente diferentes. Quando o alemão Thomas e a africana Djamile tem a oportunidade de ficarem juntos, um acidente ocorre e eles precisarão enfrentar problemas com a imigração, a ganância humana e o amor.

Quinta (1º): O Lago Balaton (Német Egység Balatonnál-Mézföld, 79min, documentário, Hungria, 2011. Dir.: Peter Forgács) A partir de vídeos caseiros, fotografias, músicas, documentos da polícia secreta da Alemanha Oriental e elementos de ficção, o diretor reconstrói o cotidiano em um lago que se tornou ponto de encontro entre turistas da Alemanha Oriental – que, na época da Guerra Fria, não tinham autorização para viajar a nenhum outro lugar.

Cine Livraria Cultura (Sala 1), sempre às 10h

Sexta (26): Pernambucanos — O Caribe que nos Une (idem, documentário, 73min, Brasil, 2012. Dir.: Nilton Pereira) As semelhanças culturais, musicais e religiosas entre duas regiões com raízes africanas: Cuba e Pernambuco. O que separa e une os dois lugares é apontado por uma diretora de teatro cubana, Fátima Patterson, e por uma artista e mãe de santo pernambucana, Bete de Oxum. Exibido no Festival do Rio.

Segunda (29): Muito Além do Peso (idem, documentário, Brasil, 2012. Dir.: Estela Renner) A cineasta viajou pelas cinco regiões do Brasil e foi também aos Estados Unidos para abordar o que ela define como uma epidemia de obesidade infantil.

Terça (30): Uma História de Amor e Fúria (idem, ficção, 75min, Brasil, 2012. Dir.: Luiz Bolognesi) Em tom épico, o longa de animação para adolescentes e adultos repassa episódios marcantes da história do Brasil – das batalhas entre tupinambás e tupiniquins ao golpe militar de 1964 - com traços de HQ.

Quarta (31): Tenho 11 Anos (I am Eleven, documentário, 95 min. Austrália, Marrocos, Suécia, China, Índia, República Tcheca, França, Tailândia, Japão, Alemanha, Bulgária, Holanda, Reino Unido, EUA, 2011. Dir.: Genevieve Bailey) Documentário mostra as obsessões e preocupações de crianças de onze anos em 15 países.

Quinta (1ª): Bully (idem, 99 min. Documentário. EUA, 2011. Dir.: Lee Hirsch) Milhares de crianças ao redor do mundo são afetadas pelo bullying, que pode ir de um simples xingamentos até abusos físicos mais graves. O documentário segue um numero de crianças e suas famílias morando em pequenas cidades americanas durante um ano escolar e lidando com esse problema.

Cine Livraria Cultura (Sala 2), sempre às 14h

Sexta (26): Ouro Colombiano: 400 Anos de Música da Alma (Oro Colombiano: 400 Años de Musica Del Alma, 63min, documentário, 2012. Dir.: Sanjay Agarwal e Ivan Higa) Uma jornada musical pela costa caribenha da Colômbia, o filme analisa a herança musical da região, que mistura as culturas africana, indígena e européia.

Segunda (29): Implosão (Implosion, drama, 88 min. Alemanha, 2012. Dir.: Sören Voigt) História de amor entre dois jovens de culturas totalmente diferentes. Quando o alemão Thomas e a africana Djamile tem a oportunidade de ficarem juntos, um acidente ocorre e eles precisarão enfrentar problemas com a imigração, a ganância humana e o amor.

Terça (30): Muito Além do Peso (idem, documentário, Brasil, 2012. Dir.: Estela Renner) A cineasta viajou pelas cinco regiões do Brasil e foi também aos Estados Unidos para abordar o que ela define como uma epidemia de obesidade infantil.

Quarta (31): Bully (idem, 99 min. Documentário. EUA, 2011. Dir.: Lee Hirsch) Milhares de crianças ao redor do mundo são afetadas pelo bullying, que pode ir de um simples xingamentos até abusos físicos mais graves. O documentário segue um numero de crianças e suas famílias morando em pequenas cidades americanas durante um ano escolar e lidando com esse problema.

Quinta (1º): A Coleção Invisível  (idem, ficção, Brasil/EUA, 2012. Dir.: Bernard Attal) Francês radicado no Brasil, Attal adpata um conto do escritor Stefan Zweig (1881-1942). Beto, um técnico de som, sofre com a perda de cinco amigos, mortos em um acidente de trânsito. Deprimido, ele decide sair em uma viagem para ver as obras de arte arquivadas por velho colecionador, amigo de seu pai.

Museu da Imagem e do Som, sempre às 10h

Quarta (31): Colegas (idem, ficção, 80min. Brasil, 2012. Dir.: Marcelo Galvão) Vencedor do Kikito de Melhor Filme na edição deste ano do Festival de Gramado, o road movie acompanha a viagem de três amigos, portadores de síndrome de down (interpretados por Breno Viola, Rita Pokk e Ariel Goldenberg), que caem na estrada para viver uma série de aventuras.

Quinta (1º): Tenho 11 Anos (I am Eleven, documentário, 95 min. Austrália, Marrocos, Suécia, China, Índia, República Tcheca, França, Tailândia, Japão, Alemanha, Bulgária, Holanda, Reino Unido, EUA, 2011. Dir.: Genevieve Bailey) Documentário mostra as obsessões e preocupações de crianças de onze anos em 15 países.

Fonte: VEJA SÃO PAULO