Cinema

Mostra de Cinema e Direitos Humanos começa na sexta (23)

Na sétima edição do evento, 37 filmes serão exibidos no CineSesc e na Cinemateca

Por: Miguel Barbieri Jr. - Atualizado em

'O Dia que Durou 21 Anos', de Camilo Tavares
'O Dia que Durou 21 Anos', de Camilo Tavares: documentário sobre a ditadura no Brasil (Foto: Divulgaçâo)

A partir de sexta (23), o CineSesc e a Cinemateca abrem as portas para a sétima edição da Mostra de Cinema e Direitos Humanos na América do Sul. Serão exibidos 37 filmes, entre documentários e ficções, até o dia 29.

Há boas reprises, caso dos nacionais Elvis & Madona e Marighella. Das fitas inéditas, destacam-se A Demora,candidata uruguaia a uma vaga no Oscar de produção estrangeira, e O Dia que Durou 21 Anos (foto), de Camilo Tavares, sobre o envolvimento do governo americano no golpe militar que derrubou o presidente João Goulart em 1964. As projeções ocorrem na sexta (23), às 20h, na Cinemateca, e no domingo (25), às 21h, no CineSesc.

Homenageado pelo evento, o documentarista Eduardo Coutinho conversa com o público no sábado (24), às 15h, na Cinemateca — no mesmo dia, às 19h, terá sessão de seu clássico Cabra Marcado para Morrer em cópia restaurada.

AVALIE ESTA ATRAÇÃO: 7ª Mostra de Cinema e Direitos Humanos na América do Sul

Fonte: VEJA SÃO PAULO