Memória paulistana

Morre Saul Galvão, crítico de restaurantes do grupo Estado desde 1978

Por: Daniel Nunes Gonçalves [Arnaldo Lorençato, Fernanda Nascimento, Filipe Vilicic e Maria Paola de Salvo] - Atualizado em

Poucos jornalistas foram tão importantes para a gastronomia paulistana quanto Saul Galvão de França Júnior, morto na quarta (9), aos 67 anos, em decorrência de um câncer. Com quatro décadas de carreira no grupo O Estado de S. Paulo, o paulista de Jaú fazia críticas de restaurantes desde 1978. Ao lançar seu primeiro livro, Os Prazeres da Mesa, em 1987 (acima), foi capa de VEJA SÃO PAULO. Também integrou o corpo de jurados da edição "Comer & Beber", guia anual de restaurantes da revista. Culto e bem-humorado, Galvão fez estágio nos estrelados restaurantes Moulin de Mougins e Troisgros, na França. Grande apreciador de vinhos, tinha gosto refinado, mas fazia questão de dizer que um de seus pratos preferidos era a leitoa assada preparada pela sua mãe, Izaltina, a dona Sila, que morreu em julho.

Fonte: VEJA SÃO PAULO