Memória

Morre músico Alberto Marsicano, grande nome da cítara no Brasil

Aos 51 anos, possível vítima de um ataque de asma. Marsicano se apresentaria hoje, na Casa da Rosas

Por: Redação VEJASAOPAULO.COM - Atualizado em

Alberto Marsicano - Cítara - Fundação Ema Klabin
Marsicano: o músico, morto nesta manhã, tinha shows agendados para este final de semana (Foto: Divulgação)

Morreu na manhã deste domingo (18), aos 51 anos, o músico paulistano Alberto Marsicano, reponsável por introduzir a cítara indiana no Brasil.

Ele estava internado no Hospital São Luis desde segunda-feira (12), vítima de um ataque de asma. Marsicano tinha uma apresentação agendada para esta noite, na Casa das Rosas. O músico ainda tinha apresentações agendadas na Fundação Ema Klabin.

Instrumentista, filósofo e escritor, Marsicano foi um dos introdutores da cítara indiana no Brasil. Em 2007, seu álbum Sitar Hendrix foi indicado ao Grammy na categoria melhor álbum de world music. 

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO