Música

Morre Hélcio Aguirra, da banda Golpe de Estado

O guitarrista estava com 54 anos e foi encontrado em seu apartamento em São Paulo

Por: Redação VEJASÃOPAULO.COM - Atualizado em

Hélcio Aguirra - Golpe de Estado
Fundador da banda paulistana, Hélvio Aguirra estava com 54 anos (Foto: Edu Guimaraes/Reprodução/Facebook)

Um dos fundadores da banda Golpe de Estado, o guitarrista Hélcio Aguirra, de 54 anos, morreu na tarde de terça-feira (21) em seu apartamento em São Paulo. Ele foi encontrado por volta das 16 horas pela irmã, com quem morava.

+ Acompanhe os principais destaques musicais de São Paulo

O laudo do Instituto Médico Legal (IML) constatou que Aguirra morreu enquanto dormia por uma complicação no quadro de hipertensão arterial sistêmica, que culminou em um infarto. A família confirma que ele sofria de pressão alta e já havia sido internado por causa disso há dois meses.

Aguirra fez sucesso na década de 1980, primeiramente com a banda Harppia. Em 1985, ele formou a Golpe de Estado ao lado de Nélson Brito (baixo), Paulo Zinner (bateria) e Catalau (vocal). Logo, o guitarrista abandonou seu primeiro grupo, dedicando-se ao quarteto de hard rock, com influência do heavy metal e do blues, com letras em português.  

Com o entrosamento, o grupo começou a fazer ótimas apresentações na cidade, conquistando o público. O primeiro dos oito discos da banda saiu logo em 1986 com o nome Golpe de Estado, pela gravadora Baratos Afins. A música Olhos de Guerra foi um dos destaques, tocando nas rádios da cidade.

Somente no terceiro álbum, Nem Polícia Nem Bandido, o grupo conseguiu assinar com uma grande gravadora, a Eldorado. O último disco da Golpe de Estado foi lançado em 2012, com o nome Direto da Fonte, pela Substancial Music, que contou com a participação especial de Dino Ouro Preto, vocalista do Capital Inicial. 

A revista Rolling Stone chegou a incluir Aguirra na lista dos 100 guitarristas mais influentes do país.

 

 

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO