Memória Paulistana

Morre Fortunée Henry, do La Casserole

Por: Daniel Nunes Gonçalves [Arnaldo Lorençato, Caio Barretto Briso e Carolina Giovanelli] - Atualizado em

A francesa Fortunée David Cantez mudou-se para São Paulo em meados da década de 40. Empreendedora, abriu o extinto bar Symphonie, na então elegante Avenida São João. Ali, ela conheceu seu futuro marido, o parisiense Roger Henry (1921-2005). Em 1954, o casal (acima) fundou o restaurante La Casserole, no Largo do Arouche, que permanece uma referência da boa mesa. Com o apelido de Madame Touna, Fortunée passou o comando do negócio à filha, Marie-France, em 1987. "Aposentada", ela ia ao Casserole todas as noites. Sua mesa cativa era a 21, na qual costumava saborear steak tartar na companhia de uma taça de champanhe. Fortunée Henry, homenageada como personalidade gastronômica por VEJA SÃO PAULO em 2007, morreu na última quarta (15), aos 87 anos.

Fonte: VEJA SÃO PAULO