memória

Morre a matriarca da família Matarazzo Suplicy, Dona Filomena

Mãe do senador Eduardo Suplicy estava com 105 anos

Por: Redação VEJA SÃO PAULO.COM - Atualizado em

Morreu em São Paulo, neste sábado (7), a mãe do senador Eduardo Suplicy, Filomena Matarazzo Suplicy, aos 105 anos.

Em nota divulgada em sua página no Facebook, o senador escreveu: "É com pesar que informo o falecimento de minha mãe, Filomena Matarazzo Suplicy, ocorrido sábado, dia 07 de dezembro, às 18hs, em sua residência, em São Paulo. Filomena Matarazzo Suplicy, nascida em 24 de setembro de 1908, faleceu aos 105 anos. Era mãe de 11 filhos. Anésio Lara Campos Jr. e Maria Teresa Lara Campos (ambos falecidos), eram filhos de seu primeiro casamento, com Anésio Lara Campos. Viúva, Filomena casou-se com Paulo Cochrane Suplicy, com quem teve mais nove filhos: Besita Matarazzo Suplicy, Vera Matarazzo Suplicy, Paulo Matarazzo Suplicy, Eduardo Matarazzo Suplicy, Roberto Matarazzo Suplicy, Marina Vianna, Ana Maria Suplicy Funaro, Rony Matarazzo Suplicy e Luis Matarazzo Suplicy (também falecido). Filomena deixa 164 descendentes. O velório será neste domingo, dia 8, na Funeral Home, localizada na Rua São Carlos do Pinhal, 376, em São Paulo. O enterro acontecerá amanhã, às 15h, no Cemitério da Consolação, na Rua da Consolação nº 1.660."

Filomena é neta do Conde Francesco Matarazzo, empresário italiano criador do maior complexo industrial da América Latina e nasceu na avenida Paulista, em 1908. É filha de Amália Cintra Ferreira, uma das fundadoras da Liga das Senhoras Católicas, e do segundo filho do conde Francesco, Andrea.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO