Gente

Morre o compositor Fernando Brant, fundador do Clube da Esquina

Parceiro de Milton Nascimento em canções como "Travessia" e "Maria Maria", músico teve complicações após uma cirurgia para o  transplante de fígado

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Fernando Brandt
Fernando Brant  foi um dos fundadores do movimento Clube a Esquina (Foto: Reprodução)

O compositor mineiro Fernando Brant morreu às 21h30 de sexta (12), no Hospital das Clínicas em Belo Horizonte. Aos 68 anos, ele teve complicações durante uma cirurgia para o  transplante de fígado. O velório e o sepultamento ocorrem neste sábado no Cemitério do Bonfim, na capital mineira.   Considerado um dos principais parceiros de Milton Nascimento, ele foi um dos fundadores do Clube da Esquina, movimento que misturou elementos dos de bossa nova, jazz, rock, música folclórica mineira, música erudita e hispânica e se tornou referência na MPB.

+ Morre José Messias, ex-jurado do Progarma Raul Gil

Nascido em Caldas, no interior de Minas, Brant se formou em direito e chegou a trabalhar como repórter, mas ganhou projeção nacional na música. Na década de 1960, conheceu Milton Nascimento, que o incentivou a escrever sua primeira canção, Travessia. Dali em diante, a dupla ainda se consgraria com outros sucessos como Canção da América, Nos Bailes da Vida, Maria Maria, entre outros. 

+ Marco Antônio de Biaggi passa por cirurgia cardíaca

O compositor ainda fez parcerias com os demais integrantes do Clube da Esquina, como Lô Borges, Wagner Tiso, Márcio Borges, Nivaldo Ornelas, Toninho Horta e Paulo Braga. Ao todo, Brant tem mais de trezentas músicas gravadas na voz de artistas como Elis Regina. 

 

 

 

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO