Bichos

"Morava em uma casa com centenas de coelhos”

A coelha que teve o corpo coberto de feridas

Por: Carolina Giovanelli

Coelha Preguiça - Capa 2338
A coelha Preguiça (Foto: Lucas Lima)

“Minha ex-dona, uma senhora que morava na Zona Leste, comprou um casal de coelhos. Descuidada quanto ao fato de que nós nos reproduzimos rápido, ela logo se viu com centenas de dentuços em casa. Eu era um deles. Vivíamos abandonados. Estávamos doentes e famintos, em um espaço cheio de sujeira. Somos territorialistas e, como nos apertávamos em quartos pequenos, sempre brigávamos. Eu protegia minha irmã e, por isso, levava um monte de dentadas. Quando um coletivo de protetoras veio nos resgatar, em março do ano passado, eu tinha várias feridas pelo corpo, que me renderam cicatrizes. Esse grupo conseguiu uma nova casa para mim, para onde me mudei três meses depois. No começo, eu era desconfiada e arisca. Aos poucos, fui me soltando. Adoro couve e maçã. Sou só chamegos com minha dona, que é bióloga, e também com meu namorado-coelho que mora comigo (e é castrado), o Koala.”

— Preguiça, 2 anos

+ Duas denúncias de maus-tratos contra animais são registradas diariamente na capital

+ "Quase morri de fome"

+ "Fiquei cego de um olho"

+ "Fui abusada e atropelada"

+ “Cortaram minhas penas”

+ “Não souberam cuidar de mim”

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO