Trânsito

Moradores protestam contra faixa de ônibus na Giovanni Gronchi

Cerca de cinquenta pessoas compareceram ao ato na manhã deste sábado (30)

Por: Larissa Faria - Atualizado em

ato1
Moradores do Morumbi protestam contra faixa de ônibus (Foto: Larissa Faria)

Moradores do Morumbi protestaram na manhã deste sábado contra a instalação de uma faixa de ônibus na Avenida Giovanni Gronchi na segunda-feira (1). 

O ponto de partida foi a Praça Roberto Gomes Pedrosa. Alguns levavam cornetas, megafones e faixas com dizeres como "Sim ao transporte público de qualidade. Não à falta de segurança"e "Cadê os estudos de impacto no trânsito do Morumbi?"

Os manifestantes argumentavam que a faixa pode piorar o já lento fluxo dos carros na avenida, tornando os condutores alvos ainda mais fáceis de assaltos. 

Já a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) argumenta que a nova fase do programa Dá Licença Para Ônibus, que inclui também as avenidas Padre Lebret e Jules Rimet, beneficiará 146 000 usuários de transporte coletivo. Cita um estudo segundo o qual a implantação de faixas exclusivas aumentou em 46,7% a velocidade média dos coletivos na cidade.

+ Menino de 10 anos é morto ao ter celular roubado

+ Duas boas notícias para o Sistema Cantareira

Na Avenida Giovanni Gronchi, a implantação acontece em dois trechos. O primeiro é uma pista da direita por 2,45 km, entre a Praça Roberto Gomes Pedrosa e a Avenida Doutor Guilherme Dumont Villares, nos dois sentidos, de segunda à sexta-feira das 6h às 9h e das 17h às 20h.

O segundo corre à esquerda por 250 metros, entre a Avenida Alberto Augusto Alves e a Avenida João Dias, nos dois sentidos, em período integral. 

ato2
Manifestação saiu da Praça Roberto Gomes Pedrosa (Foto: Larissa Faria)

+ 25 Motivos para Amar o Morumbi

Fonte: VEJA SÃO PAULO