Cidade

Após pressão de moradores, construtora adia corte de árvores em Moema

Espécies estão em um terreno privado onde será erguido um empreendimento imobiliário

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

arvore moema 3
Moradores impediram que a derrubada continuasse (Foto: Reprodução)

Na manhã deste sábado (31) cerca de vinte pessoas impediram a retirada de duas árvores antigas na Alameda dos Jurupis, em Moema, Zona Sul da capital. Após a pressão de moradores, que se reuniram na rua em protesto, a construtora responsável pelo ação resolveu adiar o corte. As espécies ficam dentro de um terreno privado, onde será erguido um empreendimento imobiliário. Com a movimentação, policiais militares, guardas civis e agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) estiveram no local.

arvore moema 1
Um das espécies começou a ser cortada (Foto: Reprodução)

De acordo com os moradores, o recuo da construtora já é uma vitória. A ordem de corte foi adiada até segunda-feira (2), quando o diálogo será retomado.

A atriz Andréia Pádua, que mora em frente ao terreno, afirma que estava em casa quando ouviu o barulho das serras cortando as árvores e desceu imediatamente. Ela começou a gritar para tentar impedir os funcionários que trabalhavam no local. Outros moradores, indignados com a derrubada, também desceram e tentam impedir que o corte continue.

"Esse bairro já é carente de verde e estão colocando as árvores no chão por causa de um empreendimento imobiliário. Estão derrubando causa de um metro quadrado. Estamos indignados", diz Andréia. Segundo ela, as árvores abrigam muitos ninhos de passarinhos, que foram espantados pela ação e que estão dando revoadas ao redor das espécies.

arvore moema 2
Árvores ficam em uma rua calma de Moema (Foto: Reprodução)

Procurada, a Prefeitura não informou até o momento se a empresa tem autorização para retirar as árvores.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO