Criminalidade

Moradores entram em confronto com a polícia após morte de jovem

Rapaz suspeito de participar de roubo de carros foi baleado durante troca de tiros com PMs na região do Glicério

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Protesto Glicério
Moradores atearam fogo a veículo na Rua dos Estudantes após morte de jovem (Foto: Edu Silva/Futura Press/Folhapress)

Um grupo de moradores do Glicério, na região central de São Paulo, entrou em confronto com policiais militares, na madrugada desta terça-feira (17), após a morte de um jovem suspeito de participar de roubos de veículos.

Policiais que faziam buscas pelo bairro desconfiaram de Rogério Luiz dos Santos, 20, que estava a pé. O jovem conseguiu evitar a abordagem policial e entrou em uma pensão na Rua dos Estudantes. Começou, então, uma troca de tiros entre os PMs e o suspeito.

De acordo com a polícia, Santos foi atingido com dois tiros e morreu dentro da pensão. Grávida de cinco meses, a mulher do jovem passou mal e precisou de atendimento médico.

+ Confira as últimas notícias

Revoltados com a ação, os moradores da região usaram pedras e sacos de lixo para montar duas barricadas e começaram a atirar pedras contra os policiais, que revidaram com bombas de efeito moral e balas de borracha.

Os moradores também incendiaram dois carros, um deles estava estacionado na Rua Tomaz de Lima e o outro, no cruzamento entre as ruas Conselheiro Furtado e Estudantes.

Roubo de carros

A polícia informou que o rapaz morto na região do Glicério era suspeito de participar de um roubo ocorrido em um estacionamento na Avenida Brigadeiro Luís Antônio, no último domingo (15).

Um dos carros queimados pelos moradores, um Astra, estava entre os cinco veículos levados do estacionamento. Outro automóvel roubado do local foi encontrado por policiais na região do Brás. Dois homens suspeitos foram detidos, segundo a polícia. 

Fonte: VEJA SÃO PAULO