Transporte

Moradores da Zona Sul estão acorrentados na prefeitura

Eles exigem a criação de uma linha de ônibus entre Mambu e Marsilac; grupo exige uma audiência com o prefeito Fernando Haddad para discutir o assunto 

Por: Redação VEJASÃOPAULO.COM - Atualizado em

Acorrentados na Prefeitura
Os três moradores de Marsilac acorrentados na prefeitura exigem uma audiência com o prefeito (Foto: Reprodução Facebook)

Três moradores de Marsilac, no extremo sul de São Paulo, acorrentaram-se no saguão da prefeitura na manhã desta segunda-feira (28) para exigir uma reunião com o prefeito Fernando Haddad. Eles fazem parte do grupo Luta do Transporte na Zona Sul, que pede a criação de uma linha de ônibus entre as regiões de Mambu e Marsilac.

+ Estátua na Praça do Ciclista amanhece pichada

Os moradores afirmam que entraram na semana passada com um pedido de audiência, que não foi respondido. Por isso, eles resolveram se acorrentar no saguão do prédio até ter que a administração se manifeste.

Acorrentados na Prefeitura
Manifestantes afirmam que diariamente caminham cerca de 15 quilômetros  (Foto: Reprodução Facebook)

+ Quem são os que pedem pela liberação da maconha

Essa não é a primeira ação promovida pelo grupo, que é apoiado pelo Movimento Passe Livre, responsável pelos protestos de junho do ano passado em São Paulo. No dia 11 de abril, eles alugaram um ônibus que fez o trajeto desejado pelos manifestantes sem cobrar tarifa. De acordo com os moradores, os cerca de 15 quilômetros são feitos todos os dias a pé.

+ Cinco pontos da cidade que se transformaram nos últimos anos

Em nota, a prefeitura afirmou que estuda com as secretarias de Transportes e Meio Ambiente como colocar uma linha de ônibus na região de Marsilac. "Trata-se de área de proteção ambiental, com um sistema viário precário, em zona rural, o que requer cuidados excepcionais para não ferir a legislação em vigor."

Fonte: VEJA SÃO PAULO