Carnaval

Seis razões para o sucesso da tricampeã Mocidade Alegre

Maior vencedora da última década aposta na fé e no profissionalismo para acumular títulos

Por: Silas Colombo - Atualizado em

Com três décimos de vantagem na apuração final (o que, nesse meio, é cosiderado uma vantagem com certa folga), a Mocidade Alegre conquistou o terceiro título consecutivo do Grupo de Elite do Carnaval de São Paulo. Defendendo o enredo Andar Com Fé Eu Vou... Que a Fé Não Costuma Falhar!, a Morada do Samba, como é chamada, desfilou no sambódromo do Anhembi a variedade de religiões espalhadas pelo Brasil e pelo mundo. A vitória na última terça (04) foi a sexta nos últimos onze anos. No mesmo período, os sambistas do bairro do Limão não marcaram presença entre as três melhores colocadas apenas uma vez.

+ A folia de rua atraiu pelo menos 500 000 pessoas com marchinhas clássicas e até  Beatles em ritmo de samba

Orgulhosa da regularidade, a presidente da escola, Solange Bichara Rezende, revela quais são os passos para ser a preferida do júri no sambódromo:

1º Profissionalização

A união, dedicação e devoção dos sócios da escola inspiraram a criação de um workshop de motivação que é oferecido para empresas em todo o Brasil. Entres os clientes que já incentivaram os funcionários na base da batucada estão: Itaú, Sabesp e Vivenda do Camarão. A principal mensagem que passam é a do engajamento. "Aqui, as pessoas dão tudo de si mesmo trabalhando de graça." Esses contratos, é claro, ajudam a engordar os cofres da agremiação. "Posso cobrar 2000 reais, 6000 reais, depende do tamanho e da distância do encontro", conta.  A escola ainda funciona o ano inteiro como uma produtora de shows em eventos corporativos ou formaturas, por exemplo, e assim completam a verba pública que recebem, 

2º Inovação e ousadia

Para manter o radar e os olhos do júri sempre atentos, os integrantes da escola buscam  apresentar detalhes que fogem às tradições dos desfiles. Uma das maiores inovações deste ano ocorreu no momento em que quase todos os participantes ajoelharam em plena avenida, incluindo os 240 integrantes da bateria, durante a paradinha, emocionando os foliões. “Temos sempre que buscar alguma coisa fora da curva para mostrar nossa disciplina”, conta.

3º Personalidade

Na hora de cantar, a Mocidade tenta pegar o público pelo coração, emplacando sambas-enredos carregados de harmonias mais emotivas, em vez de canções mais animadas, muito comuns no Anhembi. “É a nossa estratégia, o nosso estilo. Principalmente neste ano, pois fizemos uma procissão”, explica, com referência ao tema "fé". A escola levou para a avenida 3 500 foliões em suas alas.

4º Disciplina

Para quem acha que após o título só se fala em comemoração na quadra da escola, Solange rebate: “As reuniões para o desfile de 2015 começam na próxima segunda.” Segundo ela, para dar conta de por todas as ideias e planos para deslizar no Anhembi, só mesmo usando ao máximo o tempo para a preparação.

5º Fé (mas muita fé mesmo!)

Nem só de planejamento é feito o Carnaval. Durante os 65 minutos de desfile, a presidente segurou e beijou os mais de 100 terços e artigos religiosos que carregava nas mãos. O predileto é o Medalhão de Leão, que recebeu do fundador da escola, Juarez da Cruz. “ Ele me chamava de Leoa do samba”, conta. Nos bastidores, esses hábitos contagiam todos os integrantes.

6º Todo mundo participa

Com um batalhão tão grande para gerenciar e milhares de detalhes para cuidar, o único jeito que Solange encontrou para dar conta do dever foi colocando todo mundo de casa para trabalhar. O marido é mestre da bateria da escola com o  filho de auxiliar. A mãe samba na velha guarda, o irmão cuida das alegorias e a irmã divide as responsabilidades na diretoria. “A escola foi fundada por três irmãos e agora cuidamos de tudo em família”, diz.

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Mas o Carnaval ainda não terminou em São Paulo. Sete escolas retornam nesta sexta-feira (07) ao sambódromo, para o desfile das campeãs. Para quem ainda quer ver – ou rever – as alegorias da Mocidade ou das outras quatro melhores colocadas do Grupo Especial, os ingressos podem ser comprados pela internet até as 23h59 desta quarta (05) e, depois, somente na bilheteria do Anhembi. As entradas custam a partir de 70 reais.

Fonte: VEJA SÃO PAULO