Entrevista

Miranda Kassin: “Meu cachê não aumentou após a morte de Amy”

Agenda da cantora ficou cheia após encontrarem o corpo da estrela inglesa em casa

Por: Alexandre Aragão - Atualizado em

Miranda Kassin
A cantora Miranda Kassin: show no dia da morte de Amy Winehouse foi 'histórico' (Foto: Divulgação)

Nesta quarta (27), o empresário da cantora Miranda Kassin, Bill Aquino, afirmou em entrevista ao jornal “O Estado de S. Paulo” que a agenda da cantora lotou após a morte de Amy Winehouse. Responsável pelo projeto “I Love Amy” desde 2008, em que interpreta músicas da cantora inglesa, Miranda planeja lançar um CD solo ainda neste ano e, por isso, havia diminuído suas aparições vestida como a estrela de "Rehab".

Após fazer uma apresentação que contou com grande parte do repertório formado por canções de Amy, no último sábado (23), dia da morte da cantora — em show previamente marcado —, Miranda falou a VEJINHA.COM sobre o que mudou desde então.

VEJINHA.COM — A quantidade de shows que você faz aumentou após a morte de Amy Winehouse? Miranda Kassin — Na verdade, não. Eu faço uma média de 12 a 15 shows por mês. Depois da morte dela, subiu para 20, mais ou menos.

VEJINHA.COM — Seu cachê aumentou após a morte de Amy? Miranda Kassin — Não, meu cachê sempre foi o mesmo.

VEJINHA.COM — Você vai tocar em algum lugar que ainda não tocou? Miranda Kassin — Ainda não sei, só meu empresário tem a agenda.

VEJINHA.COM — Como foi o show no último sábado? Miranda Kassin — Dolorido e muito emocionante ao mesmo tempo. Os fãs ainda estavam transtornados com a morte dela. Foi dolorido, mas ao mesmo tempo histórico.

VEJINHA.COM — Você sentiu algo diferente durante o show? O público interagiu mais? Miranda Kassin — Meus shows sempre foram muito especiais. As pessoas têm me ligado como se eu tivesse feito esse show especialmente pela morte da Amy, mas já faz 3 anos que eu faço isso. E todos são muito emocionantes porque a obra da Amy é muito rica. Ela deixou um legado muito importante, ela transformou a história da música.

VEJINHA.COM — Você vai continuar interpretando as músicas de Amy após lançar seu CD solo? Miranda Kassin — Eu lanço meu CD solo até o finalzinho deste ano e ainda não sei se vou continuar fazendo esses shows em tributo a Amy. Mas ela continua bem viva dentro do meu coração.

Fonte: VEJA SÃO PAULO