Exposições

Mira Schendel ganha nova mostra individual

'Avesso do Avesso' apresenta 160 obras da artista suíça naturalizada brasileira

Por: Jonas Lopes - Atualizado em

Azul - Mira Schendel - 2191
'Azul', desenho realizado com aquarela em 1974: obras coloridas são pouco comuns nas mostras dedicadas à artista (Foto: Denise Andrade)

Cada vez mais em evidência desde a elogiada mostra ‘Tangled Alphabets’, que no ano passado levou trabalhos seus e do argentino León Ferrari ao MoMA, em Nova York, a suíça naturalizada brasileira Mira Schendel (1919-1988) é homenageada com uma nova individual na cidade. Em cartaz no Instituto de Arte Contemporânea a partir de domingo (21), ‘Avesso do Avesso’ apresenta 160 obras da artista, pertencentes a coleções públicas e particulares, produzidas entre as décadas de 50 e 80. Todas foram realizadas sobre papel. “A intenção era mostrar como ela fazia uso das potencialidades dos vários tipos de papel”, explica o crítico e curador Cauê Alves. Na seleção constam as principais séries criadas por Mira, das ‘Monotipias’, desenhos cujos escritos filosóficos e humorísticos aproveitam a absorvência do papel-arroz, às ‘Droguinhas’, espécie de esculturas nas quais o material aparece retorcido e trançado. “Tentei reunir também trabalhos com mais cores, menos comuns nas exposições dedicadas a ela”, diz o curador.

Mira Schendel desembarcou no Brasil em 1949. Radicou-se em Porto Alegre e quatro anos depois veio para São Paulo. A repercussão internacional da retrospectiva do MoMA segue rendendo frutos: o próprio museu possui hoje mais de trinta de suas peças. “Como Mira nunca recorreu a tons exóticos e brasilidades, mesmo por não ter nascido aqui, o reconhecimento dela no exterior demorou, mas felizmente chegou”, afirma Cauê Alves.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO