Cidade

Minhocão começa a ser fechado aos sábados

Medida anunciada oficialmente pela prefeitura entra em vigor a partir do dia 11; carros serão proibidos de circular pela via das 15h de sábado até as 6h30 de segunda

Por: Nataly Costa - Atualizado em

minhocao-banespa - Apu Gomes
Minhocão: aberto para pedestres e ciclistas por mais de trinta e nove horas (Foto: Apu Gomes / Folhapress)

A gestão Fernando Haddad (PT) anunciou nesta segunda (6) o início oficial do fechamento do Elevado Costa e Silva aos sábados. A medida já começa a valer a partir do dia 11, às 15h. O Minhocão, como a via é conhecida, ficará interditado para carros até as 6h30 de segunda. Com a medida, pedestres e ciclistas poderão usufruir do espaço todos os finais de semana durante mais de trinta e nove horas.

Durante a semana, o Minhocão fica fechado atualmente para os carros das 21h30 às 6h30. O bloqueio também já acontece aos domingos, onde o espaço se transforma em uma espécie de parque para moradores da região central - o elevado passa por bairros como Perdizes, Barra Funda, Santa Cecília, Higienópolis e centro. Ultimamente, o local vem recebendo feiras de roupa, eventos gastronômicos e até festas. 

+ A virada do Minhocão

Antes de tomar a decisão, a prefeitura, por meio da Companhia de Engenharia de Tráfego, fez dois testes: fechou o Minhocão no sábado da Virada Cultural (20 de junho) e depois no dia 4 de julho. Segundo o estudo, foi constatado que não houve colapso no trânsito e os motoristas se adaptaram bem, utilizando as ruas laterais e a Avenida Amaral Gurgel (via que passa embaixo do Minhocão). 

+ "Proposta imbecil e idiota", diz Maluf sobre desativação do Minhocão

Paulista

O próximo passo de Haddad é fechar a Avenida Paulista aos domingos. Um teste foi realizado no dia 28 de junho, durante a inauguração da ciclovia da avenida, que ficou interditada para carros das 10h às 17h. A CET também elaborou um estudo de impacto de trânsito, onde constatou que não houve lentidão acima do normal nas ruas adjacentes. 

No documento, a companhia afirma que "São Paulo pode seguir uma tendência mundial de destinar as vias para lazer, assim como se fez com a Time Square em Nova York". Haddad, no entanto, ainda não bateu o martelo em relação ao fechamento da Avenida Paulista.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO