Restaurantes

68 La Pizzeria chega a São Paulo

Nova casa coloca-se em pé de igualdade com as melhores concorrentes da cidade

Por: Arnaldo Lorençato - Atualizado em

pizzeria68 redonda 2272
La premiata (R$ 50,00): queijo brie, cogumelo-de-paris e presunto cru (Foto: Fernando Moraes)

Seis anos atrás, quando decidiu montar a 68 La Pizzeria em Belo Horizonte, a empresária Lilian de Mesquita convidou o pizzaiolo italiano Carlo Zangrando para desenvolver o cardápio com receitas ao estilo de Nápoles. Desde então, a equipe de profissionais assa discos de massa média, bordas amplas e textura um pouco mais macia, como se aprecia no sul da Itália.

+ Confira o cardápio da casa

+ Redes de outros estados fazem sucesso em São Paulo

+ Guia da Pizza: saiba mais sobre um dos pratos mais amados do paulistano

Em março, foi inaugurada a primeira unidade paulistana, na qual a parte administrativa coube à sócia Livia Samara. Repete-se aqui a fórmula. Com pizzas de qualidade evidente, a nova casa, erguida a um custo de 3 milhões de reais nos cálculos das donas, coloca-se em pé de igualdade com as melhores concorrentes da cidade.

68 La Pizzeria
Salão agradável: espaço para provar discos de massa macia e crocante (Foto: Fernando Moraes)

No bonito salão, dividido em vários ambientes e que ficaria mais agradável sem a desnecessária réplica do Porsche Spyder 356 na área ao ar livre, saboreiam-se quase cinquenta coberturas sempre em tamanho individual, de quatro fatias. A equilibrada versão la premiata (R$ 50,00) reúne queijo brie, cogumelo-de-paris em conserva de azeite e presunto cru acrescido só na hora de sair do forno. Outro acerto, a arlecchino (R$ 39,00) segue a linha vegetariana ao dispor alcachofra, radicchio, rúcula e azeitona preta sobre mussarela. Antes de pedir qualquer uma delas, prove entradas como o canelone de pizza (R$ 27,00), uma massa enrolada e crocante com queijo e presunto em seu interior.

Das sobremesas, chama atenção a deliciosa opção de cannoli recheado de creme de chocolate branco mais frutas vermelhas frescas (R$ 20,00). A carta de vinhos traz exemplares que vão do italiano tinto Planeta La Segreta 2010 (R$ 70,00), de boa relação qualidade-preço, ao caríssimo Vosne Romanée-Conti Richebourg 2007 (R$ 6.881,00). No Dia dos Namorados, propõe um menu completo para dois por R$ 132,00. Inclui uma entrada, uma pizza la premiata e sobremesa. Dá direito ainda a uma garrafa de espumante Chandon Brut ou Brut Rosé.

 Comida ✪✪✪✪ | Ambiente ✪✪✪✪ | Serviço ✪✪✪

Fonte: VEJA SÃO PAULO