Perfil

Milhem Cortaz fará seu primeiro papel como protagonista

Ator participou de 33 filmes na pele de coadjuvante, tanto que sua feição é familiar para muita gente

Por: Arthur Guimarães - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

O ator de 38 anos já se acostumou com o personagem do ilustre desconhecido, papel interpretado com maestria toda vez que Milhem Cortaz encontra algum fã pela cidade. Com participação em 33 filmes, sempre na pele de coadjuvante, o artista tem uma feição familiar para muita gente. Contudo, à primeira vista, pouquíssimos sabem de quem se trata realmente. “Todo mundo acha que me conhece de algum lugar, mas as pessoas nunca sabem de onde”, conta ele, que invariavelmente acaba sendo alvo de cumprimentos entusiasmados, dados mesmo por quem não faz a menor ideia do seu nome. “Acontece tanto que eu já passei a dar abraços automaticamente de volta”, diz ele, mostrando não guardar rancor da situação.

+ Confira os papéis marcantes de Milhem Cortaz

A fama peculiar que conquistou é fruto de uma jornada de quase vinte anos em trabalhos no teatro, na TV e no cinema. Ao contrário de colegas como Selton Mello e Rodrigo Santoro, no entanto, ele teve uma trajetória marcada por aparições em segundo plano, muitas delas elogiadas pela crítica, como o impagável capitão Fábio, o PM corrupto e folgado de “Tropa de Elite”. “Eu nunca estou nos cartazes de divulgação”, brinca. “Fui sempre comendo pelas beiradas.” A situação pode mudar em breve. Pela primeira vez na carreira ele está gravando um longa como protagonista. Em “O Lobo Atrás da Porta”, com locações no Rio de Janeiro e lançamento previsto para 2012, ele viverá Bernardo, um pai de família que vê a amante se transformar em suspeita do sequestro da própria filha. “Tento ser discreto, mas sei que não vou me livrar de ficar conhecido”, afirma, numa mistura de realismo e pouca modéstia.

+ Veja as estreias no cinema desta semana

Apesar de só agora assumir um papel tão destacado, ele é tido como acessório de luxo entre os diretores de cinema e faz parte do primeiro time do casting da Record. Com sua voz rouca e sorriso de anúncio de creme dental, transforma personagens corriqueiros em ícones. “Eu adoro mergulhar nas histórias”, diz. É conhecido também pela capacidade de improvisação, inserindo nos roteiros cacos que acabaram ficando famosos. Frases do capitão Fábio como “está de pombajirice comigo?” estão entre suas invenções. “Ele é muito criativo”, conta Tadeu Jungle, diretor de “Amanhã Nunca Mais”, longa que teve pré-estreia na última semana e traz Milhem como o anestesista Geraldo (coadjuvante na trama, só para variar um pouco).

Filho de um comerciante árabe, de quem herdou o nome, ele nasceu no bairro da Aclimação, mas acabou se tornando figurinha carimbada de Perdizes, onde vive hoje com a mulher, a atriz Ziza Brisola, e a filha de 3 anos do casal. Em 2007, investiu num negócio nas redondezas com a poupança que acumulou dos cachês: o Cortás Pastéis e Espetos (nome original da família, sem o “z” artístico), num ponto na Avenida Alfonso Bovero. “Trabalhei lá por um mês, até o movimento pegar”, lembra. Hoje, quem toca o negócio é o pai do ator.

+ As produções nacionais mais aguardadas para 2012

+ Pedro Almodóvar: "Espero que o Brasil me perdoe"

Os primeiros passos de Milhem dentro das artes cênicas foram dados em oficinas de teatro em uma igreja na Moóca, quando tinha 13 anos. Na adolescência, viciado em cocaína, acabou despachado para viver com a tia em Milão, na Itália. Após juntar dinheiro jogando golfe, ele pagou sua inscrição para estudar no Piccolo Teatro di Milano, uma das mais respeitadas companhias da Europa. Aos 21, voltou para o Brasil e continuou a enfrentar reveses. Frequentou as aulas da atriz Célia Helena, que o desaconselhou a seguir a profissão. “Ela dizia que eu não levava jeito para a coisa”, recorda-se. Ignorou as palavras e acabou na turma do diretor Antunes Filho. Conseguiu em 1994 a primeira ponta num filme (“Olhos de Vampa”) e seguiu em frente. “Esse percurso difícil me deixou calejado para enfrentar qualquer coisa”, diz.

Prata da Casa

Quem é o ator que nasceu e construiu sua carreira na cidade

Nome: Milhem Cortaz

Idade: 38 anos

Nascimento: Aclimação

Formação: Piccolo Teatro di Milano e Centro de Pesquisa Teatral-Antunes Filho

Carreira: onze peças de teatro, 33 longas-metragens e dez novelas

Fonte: VEJA SÃO PAULO