Televisão

Merchandising em Carrossel rende multa de 700 000 reais ao SBT

Emissora foi condenada por fazer publicidade disfarçada voltada ao público infantil; cabe recurso

Por: Sérgio Quintella - Atualizado em

Carrossel
Cena de 'Carrossel': não é a primeira vez que a emissora foi multada por um caso do tipo (Foto: Divulgação)

O SBT foi condenado pela Justiça a pagar uma indenização de 700 000 reais por fazer merchandisign disfarçado em cenas da novela Carrossel, entre maio e agosto de 2012.

+ Elenco de "Carrossel" fatura até 25 000 reais em duas horas de trabalho

A ação, movida pela Fundação Procon de São Paulo, cita como exemplo uma cena em que a personagem da professora Helena faz propaganda de um sabonete enquanto fala aos alunos da importância de lavar as mãos. 

Na decisão, o juíz Luis Felipe Ferrari Bedendi, da 5° Vara da Fazenda Pública de São Paulo, afirma que a emissora, após ser notificada, retirou as crianças dos anúncios, mas as propagandas continuaram a ser apresentadas com a participação do elenco adulto.

+ O fenômeno da novela Carrossel

Além disso, o magistrado assegura que o SBT "valeu-se da ingenuidade, da falta de perspicácia e da imaturidade do público infantil para dele se aproveitar economicamente, incultindo-lhes a necessidade de aquisição dos produtos veiculados". 

Essa não é a primeira vez que a televisão de Silvio Santos foi multada por um caso do tipo. Em 2011, o Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor, do Ministério da Justiça, autuou o canal em 1 milhão de reais pelas exibições de comerciais disfarçados em programas como Bom dia & Cia e Sábado Animado.

O SBT afirma que a decisão é em primeira instância e que vai recorrer da sentença.

+ "Minha filha vai esquecer tudo o que aconteceu", diz mãe de atriz mirim demitida do SBT

Fonte: VEJA SÃO PAULO