Roteiro

Restaurantes com opções para as crianças além do bife com fritas

No Obá, nos Jardins, o arroz com pato desfiado e lichia é um dos pratos mais pedidos pelos pequenos. Já o Torero Valese, no Itaim, propõe uma paella em porção reduzida

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Bife com batata frita ou espaguete ao molho branco. Pratos como esses, triviais, dão a tônica dos menus infantis de grande parte dos restaurantes paulistanos. Até mesmo casas badaladas, comandadas por chefs competentes, rendem-se a receitas com pouca complexidade de sabores para seus pequenos clientes. Muitas crianças, entretanto, já não se contentam com as mesmas sugestões e também têm vontade de ampliar seu repertório gastronômico. 

"Elas começam a  comer fora cada vez mais cedo e gostam de experimentar coisas diferentes", conta Hugo Delgado, sócio do variado Obá, nos Jardins. Acredite: de acordo com Delgado, um dos pratos mais pedidos pela clientela mirim é o arroz jasmin enriquecido por pato desfiado e lichia (R$ 35,00). “Como vem em uma cumbuca, para comer com hashis, acaba sendo lúdico”, justifica. Outra opção divertida, que faz sucesso entre a garotada, são os tacos de carnitas (R$ 42,00), servidos desmontados para os próprios comensais rechearem à mesa.

Confira abaixo um roteiro recheado de restaurantes que propõem pratos criativos para as crianças:

Bar da Dona Onça - estrogonofe
Bar da Dona Onça: estrogonofe pode ganhar porção reduzida (Foto: Divulgação)

Bacalhoeiro: uma das opções preferidas do menu infantil é o peixe com arroz e batata smile por R$ 32,00. O espqguete à bolonhesa (R$ 32,00) e o fetuccini alfredo (R$ 55,00) também estão no topo dos pedidos das crianças. Talvez a opção mais diferenciada para os que gostam de experimentar coisas novas seja o kids burguer de bacalhau, que possui sabor mais forte e vem acompanhado de arroz e batata smile (R$ 32,00).

Bar da Dona Onça: com o melhor da comida brasileira, a chef Janaína Rueda sugere alguns pratos que prometem agradar ao paladar dos pequenos: o arroz mexidinho com feijão, carne moída, couve e farinha de mandioca (R$ 44,00), o frango com quiabo mais polenta e verdura refogada (R$ 59,00) e o estrogonofe com chips de mandioquinha e arroz (R$ 50,99). Já o maître Carlos Moraes aposta na carne de panela, arroz e feijão (49,00). As sugestões mais em conta são os PFs compostos de peixe frito, paillard de frango, bife acebolado ou carne moída com azeitonas e ovo cozido mais arroz, feijão e couve (R$ 40,00).

Brasil a Gosto: a chef Ana Luiza Trajano propõe um picadinho de filé-mignon guarnecido de farofa, ovo estrelado, mandioca frita, arroz e feijão (R$ 49,00) . Eles também vão adorar petiscar junto com os adultos as porções de bolinhos de arroz, queijo de coalho na chapa ao melaço e pesto de cheiro-verde (R$ 25,00 cada uma).

Chácara Santa Cecília: o restaurante funciona à la carte de segunda a sábado no período do jantar. No almoço, serve bufê, que tem itens como o arroz primavera, os hamburguinhos e a batata smile, que fazem sucesso entre a criançada. Na seção à La Carte, o nhoque de mandioquinha com ragu de linguiça calabresa (R$ 30,00) fazem sucesso. Crianças de até 4 anos são isentas de taxa no buufê e as de 5 a 10 anos pagam metade do valor original, que é de R$ 74,00 no sábado e R$ 89,00 no domingo. Um diferencial é a recreação infantil com monitores da Casa do Brincar, que funciona das 12h30 às 15h30 e das 19h30 às 22h30 aos sábados, e das 12h30 às 15h30 aos domingos.

Jam - Japanese Food, Arts & Music: oferece seis combinados infantis, compostos de sushis menores e divertidos. O mais interessante entre eles reúne oito enroladinhos e quatro niguiri de salmão e atum decorados com carinhas feitas de alga (R$ 35,00), o chamado kodomo. No lugar do inevitável elástico para prender os hashis, surgem bonequinhos coloridos. Além disso, há também o trio de robatinhas – espetinhos feitos na pedra vulcânica – compostos de salmão, brócolis e batatinhas grelhados (R$ 28,00)

JAM - Japanese Food, Arts & Music
JAM: combinado infantil tem carinhas feitas de alga (Foto: Tadeu Brunelli)

Dom Pepe di Napoli - Jardins: reconhecido pelo famoso polpettone de mussarela, criado pelo dono do restaurante, Toninho Buonerba, o endereço é um ótimo local para levar as crianças. Com o melhor da comida italiana, uma boa opção é pedir o espaguete francesco paola com molho ao sugo (R$ 31,00) ou o penne ao molho branco (R$ 40,00), queridinho entre os pequenos. O tagliarine com molho à romanesca (molho branco, presunto, ervilha e champignon) também costuma agradar (R$ 41,00).

Le Repas: o prato infantil consiste em uma proteína à escolha da criança, que pode ser carne bovina, peixe ou frango, mais dois acompanhamentos. É possível optar entre arroz, batata frita, penne na manteiga ou azeite ou ao molho branco, purê de batata e saladinha com alface e tomate (R$ 20,00).

Mercearia do Conde: a chef e sócia Flavia Mariotto sugere um escalope de frango ou de carne bovina na companhia de batata francesa e arroz ou guarnecido de espaguete ao molho de tomate, branco ou na manteiga (R$ 29,00). As crianças mais arrojadas podem escolher qualquer prato do cardápio, com exceção dos peixes, que a cozinheira adapta a porção e cobra 70% do preço original.

Mocotó: a casa tem receitas sertanejas elaboradas pelo chef Rodrigo Oliveira. Como a espera nos fins de semana costuma ser longa (mesmo!), melhor evitar almoçar por lá com as crianças aos sábados e domingos. Se quiser muito conhecer a casa, chegue cedo, por volta das 11h30. O bacana do cardápio é que muitos pratos permitem ser divididos. Assim, pais e filhos podem saborear juntos pratos imperdíveis como a carne-de-sol na brasa com manteiga mais chips de mandioca, alho assado e pimenta-biquinho à parte (R$ 44,90) na companhia do baião de dois (R$ 14,50 a R$ 39,90 conforme o tamanho da porção). Uma das opções preferidas da garotada são os dadinhos de tapioca com pimenta agridoce (a porção com onze unidades sai por R$ 19,90).

Na Cozinha: apenas para os pequenos, propõe um picadinho mais minipastel, tomate, arroz, feijão e farofa por R$ 35,50. Pelo mesmo preço, também é possível pedir um mexido de arroz e ovo. Mas, como o chef Carlos Ribeiro gosta de dizer, é melhor improvisar do que ter muitas opções fixas. “O gosto e o humor das crianças varia muito”, pondera. Ele também afirma que gosta de conversar com a criança para conhecer melhor o que ela gosta, e assim, montar um prato que a agrade mais.

Torero Valese - paella
Torero Valese: paella em porção reduzida (Foto: Divulgação)

Obá: dispõe de um cardápio infantil com opções básicas, entre elas o picadinho mais arroz, feijão e farofa (R$ 27,00). Atraentes mesmo são as sugestões do menu adulto. Grande parte das receitas, principalmente as massas e grãos, são servidas em dois tamanhos. As porções menores satisfazem bem uma criança. São exemplos o kao pad, feito de arroz jasmim com pato e lichia (R$ 35,00), e o pad thai, macarrão de arroz salteado na wok com camarão (R$ 36,50). Há ainda os tacos de carnitas para os comensais rechearem na hora (R$ 42,00), o escalope de filé-mignon com batata frita (R$ 27,00) e as tirinhas de filé com arroz e batata chips (R$ 26,00).

Praça São Lourenço: durante a semana, o restaurante funciona à la carte. Nos fins de semana, o almoço fica por conta das várias opções do bufê, e à noite, é possível escolher itens do menu preparado pela casa. Para as crianças, a dica é o filé de frango ou carne com guarnições como o taglioline ao molho branco ou pomodoro, ou ainda com arroz, purê, salada de tomate e fritas (R$ 26,00). Massa fresca ao molho branco também agrada e sai por R$ 26,00. Nas opções de bufê, a garotada pode se deliciar com os mini hot-dogs, o peixe à milanesa, o penetti gratinado ou com o espaguete ao molho pomodoro. Nos fins de semana e feriados é servida, na hora do almoço, uma cascata de chocolate com frutas. Crianças de até 5 anos anos não pagam pelo bufê, e de 5 a 10 pagam metade do preço, que é de R$ 98,00 no sábado e R$ 107,00 no domingo.

Quintal do Bráz: transformada em restaurante, essa antiga residência fez de seu quintal um ponto arborizado para as mesas, com um ambiente que promete agradar a quem visita o local. Para as crianças, a sugestão é a tradicional pizza de mussarela (R$ 46,50) e a caprese, composta de mussarela de búfala, manjericão, pesto de azeitona e mussarela bovina R$ 64,00). 

Sarrasin: a casa ficou um pouco maior após ser transferida de Pinheiros para o novo endereço nos Jardins. Especializado nos galettes (panqueca crocante e rendada de trigo-sarraceno feita com a adição de cerveja escura), criados pelo chef João Souza, há boas opções para os pequenos. O gallete de ovo, presunto e queijo emmental sai por R$ 34,00 e o gallete com tomate assado e queijo pode ser consumido por R$ 37,00. Para a sobremesa, as cestinhas de crepe com nutella e sorvete com banana e canela, calda de chocolate e amêndoas são uma boa pedida (R$ 29,00).

Tasca do Zé e da Maria: a culinária portuguesa é um ótimo canal para iniciar os pequenos no universo da gastronomia. Servida como entrada, a panelinha de bacalhau desfiado e encorpado com purê de batatas (R$ 29,00) pode ser suficiente para uma criança. No menu infantil, também é possível pedir um escalopinho de carne acompanhado arroz ou espaguete, além da batata frita (R$ 35,00).

Fonte: VEJA SÃO PAULO