Consumo

Pesquisa Menor Preço: supermercados

VEJA SÃO PAULO comparou o valor de vinte itens nos dias 12 e 13 deste mês em nove grandes redes. Extra venceu a disputa do custo em um maior número de produtos

Por: Carolina Giovanelli - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Boa parte do orçamento mensal das famílias costuma ser gasto em compras de alimentos e outros itens para a casa. Por isso, a longo prazo, mesmo pequenas diferenças de preço podem prejudicar a poupança. Entre os últimos dias 12 e 13, a reportagem de VEJA SÃO PAULO pesquisou, sem se identificar, o custo de vinte produtos de diversos tipos nas principais redes da cidade em número de lojas. 

+ Pesquisa Menor Preço: material de construção

Em geral, os valores dos itens variam dentro da mesma rede conforme a unidade. Para escolher os locais visitados, perguntamos a cada companhia qual endereço é o principal daquela bandeira. Nos casos em que a assessoria de imprensa não foi localizada ou não cedeu a informação, a escolha foi aleatória.

Venceu o embate com a maior quantidade de valores menores o Extra, que tem trinta lojas do tipo “hiper”(com setores de roupas e eletrônicos) e 72 “super” na cidade. Para garantir condições interessantes, monitora diariamente os custos praticados pela concorrência. Uma das principais unidades, visitada pela reportagem, é a do Itaim Bibi, indicada pela empresa. Corredores largos, estacionamento e praça de alimentação ajudam a tornar a visita mais prazerosa.

+ Pesquisa Menor Preço: material escolar

Confira as tabelas de comparação de preços:

Tabela Supermercado Latas
(Foto: Simone Yamamoto)
Tabela Supermercado Pacotes
(Foto: Simone Yamamoto)
Tabela Supermercado Outros
(Foto: Simone Yamamoto)

Atenção, consumidor: diferença chega a 71%

As variações de valor chegaram a 71%. Um pacote de Sal Cisne de 1 quilo, por exemplo, vale 1,45 reais no Carrefour e 2,49 reais no Futurama e no St Marche.

O Carrefour encostou no vencedor Extra com quatro produtos mais em conta e abocanhou o segundo lugar. Em seguida, apareceram O Dia e o Walmart, com três itens. Vale lembrar que só o preço foi avaliado, e não quesitos como ambiente e atendimento.

+ Pesquisa Menor Preço: farmácias

O estabelecimento com o maior número de produtos caros, entre os itens pesquisados, foi o Futurama. Visitamos a unidade da Avenida Angélica, cujas instalações passam longe do conforto de concorrentes como Pão de Açúcar ou o próprio St Marche. De vinte produtos analisados, apresentou onze itens de valores mais salgados que os concorrentes.

"Estamos em um bairro de classe alta, por isso praticamos um preço ao qual esse tipo de cliente está acostumado", justifica-se Gabriel Habka, gerente comercial da marca. "Pretendemos padronizar o preço de todas as unidades em breve, fazer melhores negociações com os fornecedores e levar valores menores ao nosso público." 

Mercado Extra
Extra: unidade do Itaim tem ambiente confortável (Foto: Fernando Moraes)

Veja os endereços visitados:

Carrefour. Rua Ribeiro Lacerda, 940, Saúde

Dia. Rua Augusta, 921, Consolação

Extra. Rua João Cachoeira, 899, Itaim Bibi

Futurama. Avenida Angélica, 546

Hirota. Rua Gaspar Fernandes, 452, Vila Monumento

Pão de Açúcar. Rua Magalhães de Castro, 6118, Jardim Panorama

St Marche. Avenida São Gabriel, 600, Itaim Bibi

Sonda. Avenida Francisco Matarazzo, 892, Água Branca

Walmart. Rua James Holland, 668, Barra Funda

Fonte: VEJA SÃO PAULO