Memória paulistana

História de José Olympio é relatada em livro

Por: Edison Veiga [Juliana de Faria] - Atualizado em

Ainda adolescente, José Olympio Pereira Filho (1902-1990) mudou-se de Batatais, no interior, para São Paulo, por influência de seu padrinho, o então presidente do estado, Altino Arantes. Era 1918 e a cidade contava 600 000 habitantes. Seu primeiro emprego foi na bem freqüentada livraria Garraux, na Rua Quinze de Novembro. Em 1931, abriu a Livraria José Olympio Editora, na Rua da Quitanda, que três anos depois se mudaria para o Rio de Janeiro. Na foto acima, José Olympio (à dir.) caminha pelas ruas da capital paulista com o escritor José Lins do Rego (à esq.). Esta e muitas outras imagens integram o livro Rua do Ouvidor 110, da jornalista Lucila Soares, neta de Olympio, cujo lançamento paulistano será na segunda (1º), às 19 horas, na Livraria da Vila (Alameda Lorena, 1731, Jardim Paulista, Tel. 3062-1063).

Fonte: VEJA SÃO PAULO