Memória

As chacretes paulistanas

Dançarinas causavam furor na Avenida Brigadeiro Luís Antônio entre 1978 e 1982

Por: Mauricio Xavier - Atualizado em

Cauby, Angela Maria e Chacrinha
Os cantores Cauby Peixoto e Angela Maria ao lado do animador, vestido com a camisa do Vasco: a atração popularizou músicos de vários gêneros (Foto: Divulgação Bandeirantes)

Uma das personagens que mais se têm destacado na novela Amor à Vida, da Globo, é a ex-chacrete Tetê Para-Choque e Para-Lama, interpretada por Elizabeth Savalla. Foi em São Paulo que Chacrinha começou sua carreira na televisão, na Tupi, em 1956. Depois, passou por várias outras emissoras.

Entre 1978  e 1982, dançarinas de auditório, como Fernanda Terremoto, causavam furor às terças na entrada do Teatro Bandeirantes, na Avenida Brigadeiro Luís Antônio, dia em que o programa do Velho Guerreiro era transmitido ao vivo na Band. O animador fez fama com fantasias extravagantes e estilo tresloucado, desfiando bordões como “Alô, Terezinhaaaaa!” e atirando bacalhaus e abacaxis no público.

A Buzina do Chacrinha
As estrelas da Buzina do Chacrinha: transmissão ao vivo do Teatro Bandeirantes (Foto: Divulgação Bandeirantes)

A atração passou ainda pelas TVs Rio, Record e Globo, popularizando músicos de variados gêneros. O apresentador morreu em 1988, aos 71 anos, de parada cardíaca.

Fonte: VEJA SÃO PAULO