Carreira

Melissa Morato: cinco horas por dia testando jogos

Coordenadora da área de testes de uma distribuidora de games, moça chega a avaliar 200 games por ano

Por: Flora Monteiro

Capa 2274 - Melissa Morato
Melissa Morato: 200 títulos avaliados por ano (Foto: Fernando Moraes)

Quando era criança, a pedagoga Melissa Morato só podia brincar de videogame (na época, uma das primeiras gerações do Nintendo) após arrumar o quarto e terminar as tarefas do colégio. Hoje, aos 32 anos, jogar não é mais uma recompensa, mas uma obrigação. A americana, radicada em São Paulo há doze anos, é coordenadora da área de testes da Level Up!, distribuidora de games on-line com mais de 1,5 milhão de visitantes mensais em seu site no Brasil.

+ Paulistanos transformam paixão por games em profissão

+ Escola de games tem laboratório de maquetes e "biblioteca" com Nintendo

Em média, ela dedica cinco horas diárias à análise de diferentes títulos para selecionar quais serão oferecidos pela empresa. “Avalio uns 200 por ano e no máximo cinco são incluídos em nosso catálogo”, explica ela, que recebe 2.500 reais de salário. Para serem aprovados na exigente peneira, os produtos devem cumprir dezenas de requisitos, como, por exemplo, incluir a possibilidade de personalização dos personagens.

O mergulho no universo virtual é tão intenso que, às vezes, fica difícil desconectá-lo da realidade. “Quando vejo os azulejos da minha cozinha, fico imaginando que a parede é uma tela de ‘Tetris’ (famoso jogo russo de encaixe de peças).”

Fonte: VEJA SÃO PAULO