Gastronomia

D.O.M. é eleito o sétimo melhor restaurante do mundo

Alex Atala levou ainda o prêmio Chef's Choice, atribuído ao profissional mais votado pelos mestre-cucas que integram a lista do The World's 50 Best Restaurants

Por: Redação VEJASAOPAULO.COM - Atualizado em

Alex Atala - em alta
Alex Atala: chef do D.O.M., eleito o sétimo melhor restaurante do mundo (Foto: Ligia Skowronski)

O Noma, em Copenhague, na Dinamarca, foi eleito o melhor restaurante do mundo pelo The World's 50 Best Restaurants, prêmio organizado pela revista inglesa Restaurant. A casa do chef René Redzepi ocupou o lugar mais alto do pódio de 2010 a 2012. No ano passado foi desbancada pelo Celler de Can Roca, em Girona, na Espanha, que agora ficou com a medalha de prata. A Osteria Francescana, em Módena, na Itália, permaneceu na terceira posição. Os vencedores foram anunciados nesta segunda (28), em cerimônia realizada em Londres, com transmissão ao vivo pela internet.

 

O paulistano D.O.M., nos Jardins, caiu uma colocação e é agora o 7º mais cotado. Alex Atala foi brindado ainda com o prêmio Chef's Choice, atribuído ao profissional mais votado pelos colegas em cada ano. Embora não tenha comparecido à cerimônia, Atala apareceu em vídeo e agradeceu a indicação. "É muito importante para mim, para minha carreira. Até o ano que vem", disse. (Vale ressaltar que, embora o D.O.M. tenha sido eleito o segundo melhor da América Latina pelo Latin America's 50 Best Restaurants, da mesma publicação, em 2013, é o único representante dessa parte do continente a figurar entre os dez melhores do mundo.)

Helena Rizzo
Helena Rizzo, do Maní: eleita a melhor chef mulher do mundo (Foto: Fernando Moraes)

O Maní, também na capital paulista, atraiu igualmente os holofotes. A cozinha do espanhol Daniel Redondo e da gaúcha Helena Rizzo subiu dez posições e é a 36ª da lista. A mestre-cuca levou ainda o Prêmio Veuve Clicquot de Melhor Chef Mulher do Mundo 2014, cujo resultado foi divulgado um mês atrás.

 

Em votação inédita, Jordi Roca, do El Celler de Can Roca, foi escolhido o melhor chef confeiteiro do planeta pelo The World’s Best Pastry Chef. Receberam prêmios individuais também Fergus Henderson, do St John, em Londres, pelo conjunto de sua carreira (The Diners Club Lifetime Achievement Award); o restaurante Saison, em São Francisco, nos Estados Unidos, como endereço mais promissor (One To Watch Award);  Azurmendi, em Larrabetzu, no País Basco (Espanha), por seu cuidado com a sustentabilidade (Sustainable Restaurant Award); Gaggan, em Bangkok, na Tailândia, estreante mais bem colocado no ranking, em 17º lugar (Highest New Entry Award);  e Central, em Lima, no Peru, que deu o maior salto na lista passando da 50ª para a 15ª colocação (Highest Climber Award).

The World's 50 Best Restaurants - tabela - 2014
(Foto: Renata Aguiar)

Fonte: VEJA SÃO PAULO