Roteiro

Os melhores programas do fim de semana

Atrações e estabelecimentos para aproveitar de sexta (20) a domingo (22)

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

O final de semana tem bons programas em diversas áreas. No teatro, Hugo Possolo estrela a comédia Jacques e Seu Amo. As crianças podem se divertir com o espetáculo Viagem ao Centro da Terra. Para recarregar as energias, aposte nas pizzas do food truck Divina Increnca. Confira dez programas bacanas para o feriado prolongado.

  • Basta pensar no nome de Milan Kundera e vem à cabeça o romance A Insustentável Leveza do Ser, com tensões políticas e sociais da Primavera de Praga em 1968. O escritor checo, no entanto, tem uma surpreendente incursão no teatro, essa comédia escrita em 1971 e capaz de originar espontâneas e múltiplas gargalhadas. Na trama, um amo e seu criado (interpretados respectivamente por Edgar Bustamante e Hugo Possolo) viajam a um destino desconhecido. Os dois rememoram aventuras e casos amorosos, cheio de toques politicamente incorretos. Histórias de traições entre amigos, prostitutas disfarçadas de moças de comportamento exemplar e virgindades pedidas a qualquer custo estão no palco. O diretor Roberto Lage não dourou a pílula e desafia a hipocrisia social apoiado em um bom elenco completado por Renata Zhaneta, Ando Camargo, Greta Antoine, Angelo Brandini e Felipe Ramos. Estreou em 8/10/2015. Até 13/12/2015.
    Saiba mais
  • A jornada escrita pelo francês Júlio Verne (1828-1905) ganha uma boa adaptação infantil, dirigida por Eric Nowinski. Na história, o geólogo Otto Lindenbrok (Bruno Rudolf) e seu sobrinho Axel (Ricardo Rodrigues) decidem chegar ao centro do planeta através de um vulcão na Islândia. A aventura só é possível com a ajuda do guia Hans (André Schulle). Mesmo falando um dialeto incompreensível — e engraçadíssimo —, ele encontra soluções para levar o tio deslumbrado e o sobrinho um tanto medroso ao seu destino. Em completa sintonia, os três atores pulam, carregam uns aos outros nas costas e se contorcem no cenário que se transforma a cada passagem de tempo. O resultado é um espetáculo com ritmo frenético, capaz de manter até os mais agitados com os olhos vidrados no palco. Exibições em vídeo gravadas em tempo real, uma das especialidades do diretor, dão a impressão de que a plateia mergulha junto no vulcão e, numa das cenas mais bonitas, até navega num rio dentro da Terra. Recomendado a partir de 5 anos. Estreou em 12/9/2015. Até 3/4/2016.
    Saiba mais
  • Dino Ossola (Fabrizio Bentivoglio) é dono de uma agência imobiliária e leva uma vida de classe média na Itália. Mas suas ambições são maiores. Ele aproveita, então, a amizade que sua filha, Serena (Matilde Gioli), tem com Massimiliano (Guglielmo Pinelli), filho do milionário Giovanni Bernaschi (Fabrizio Gifuni). Ossola se aproxima do ricaço a fim de participar de um promissor fundo de investimento. Dividido em três segmentos, o novo trabalho do diretor Paolo Virzì (do fascinante A Primeira Coisa Bela) ainda vai focar a história de Carla (Valeria Bruni Tedeschi), a esposa dondoca de Bernaschi, que quer reabrir um teatro, e a de Serena, envolvida com um ex-presidiário. Os protagonistas de um capítulo viram coadjuvantes nos outros — a trama, portanto, ganha três perspectivas e, com isso, dinamismo e maior interesse. Os muitos conflitos familiares têm origem logo na abertura do longa-metragem: um carro atropelou um ciclista e fugiu sem prestar socorro. Em afiado registro das classes sociais diante da crise financeira de 2010, o realizador, além de oferecer um formato de narrativa lúdico, injeta um humor perspicaz no drama. Estreou em 12/11/2015.
    Saiba mais
  • Latinos

    La Peruana Cevichería

    Alameda Campinas, 1357, Jardim Paulista

    Tel: (11) 3885 0148

    VejaSP
    3 avaliações

    Desde que a peruana Marisabel Woodman trocou seu food truck por este restaurante, no ano passado, o endereço bomba. Se na estreia os pratos tinham um bom padrão, hoje eles oscilam um pouco na qualidade. O arroz com pato norteño, que acaba de sair do cardápio, vinha pobre em sabor e com a carne da ave dura. Em compensação, as tenras lulinhas na brasa (R$ 26,00) são deliciosas. Além do ceviche tropical (atum, manga, abacate ao limão e muito shoyu; R$ 36,00), vai bem a causa de polvo (R$ 22,00), cuja base é de batata amassada.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Divina Increnca

    Rua Doutor Miranda de Azevedo, 1152, Pompeia

    Tel: (11) 3791 1110

    VejaSP
    1 avaliação

    Em alta na cidade, as pizzas à moda napolitana têm um food truck dedicado a elas. Apesar de dotado de quatro rodas, ele permanece estacionado emu ma tranquila rua da Pompeia. Os clientes pedem versões criadas por Patrick Catapano, que prestou consultorias antes de equipar um furgão com dois fornos elétricos para oferecer suas receitas. Em formato individual, com borda mais espessa e sem excesso de cobertura, saem a clássica margherita (R$ 26,00) e sugestões autorais, como a sottileto, enrolada e com recheio de mussarela, mortadela e raspas de limão-siciliano (R$ 26,00).

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Chope e cerveja

    TV Cerveja

    Rua Tumiaru, 66, Vila Mariana

    Tel: (11) 4116 6660

    VejaSP
    1 avaliação

    Se uma webcelebridade pode abocanhar quase tanta grana quanto o número de visualizações de seus vídeos, os youtubers mais modestos precisam suar a camisa para se bancar. Encaixa-se nessa última turma o analista de sistemas Eduardo Castro Filho, do TV Cerveja. Junto do amigo Marco Fiorelli, ele montou esta casa para aumentar a renda de seu canal sobre a bebida. Enquanto o estúdio está sendo instalado no piso superior do imóvel, o salão já funciona embaixo, com mesas coletivas colocadas na agradável varanda. Os 85 rótulos aparecem ora na carta, ora direto nas geladeiras. A cerveja Coruja Extra Viva (R$ 41,00) vem em garrafa de1 litro. Simples, a lista de tira-gostos inclui um saboroso croquete cremoso de carne (R$ 22,00 a porção).

    Preços checados em 17 de fevereiro de 2016.

    Saiba mais
  • Para tentar passar despercebido pela censura na época da ditadura, o recifense Paulo Bruscky fazia circular suas ideias por meio do serviço de postagem. Cartas, postais, fotocópias e anúncios de jornal de sua autoria estão expostos, não por acaso, no Centro Cultural Correios. Com curadoria de Antonio Sergio Bessa, a mostra A Arte É a Última Esperança reúne trabalhos feitos pelo artista de 1970 a 2013. Bruscky defende a ideia de que a arte e a vida andam sempre juntas. Por isso, objetos aparentemente banais, como os tais anúncios de jornal, ganham status de obra digna de figurar em uma galeria. Entre as 120 peças selecionadas do autor, destaca-se um verbete na seção de classificados no qual Bruscky vende o projeto de uma máquina de filmar sonhos — em preto e branco ou coloridos. Era comum que leitores atentos respondessem aos comunicados. “Você é um inocente tentando fazer humor às nossas custas”, escreveu um deles. Mal sabia ele que sua correspondência também faria parte da obra.
    Saiba mais
  • Se com o passar do tempo a voz marcante de Morrissey pouco mudou, o mesmo não se pode dizer de seu humor. Conhecido pela cara amarrada, o cantor de 56 anos que luta contra a depressão desde jovem e revelou no ano passado ter enfrentado um câncer chega ao seu décimo álbum ainda mais sombrio (sim, isso é possível). World Peace Is None of Your Business, algo na linha “A Paz Mundial Não É da Sua Conta”, põe fim ao hiato de cinco anos sem emplacar uma canção inédita nas paradas. Na faixa homônima, ele diz não ter razão para brigar por um mundo melhor, já que os ricos continuarão lucrando e os pobres, bem, continuarão pobres. Outras verdades inconvenientes vêm à tona, por exemplo, em Istambul, que narra o encontro de um pai com seu filho morto. O clima fica mais ameno, ainda bem, na deliciosa Kiss Me a Lot, com trompetes e guitarra famenca ao fundo. Caso sigam o roteiro das últimas apresentações, os dois shows marcados para esta semana por aqui não vão decepcionar os fãs saudosistas. Além das novidades, ele toca sucessos do seu tempo de The Smiths, como How Soon Is Now? e Meat Is Murder. Dia 17 e 21/11/2015.
    Saiba mais
  • Em Sra. Margareth, doze bailarinos interpretam um grupo de funcionários presos no porão da casa de uma patroa abusiva. Calunga, de Rui Moreira, foca as tradições populares negras. Dias 21 e 22/11/2015.
    Saiba mais
  • Docerias

    Sonheria Dulca

    Rua Bela Cintra, 2023, Jardim Paulista

    Tel: (11) 3082 0073

    VejaSP
    2 avaliações

    Para os amantes da receita, é inevitável fazer o trocadilho e dizer que esta loja é dos sonhos. Inaugurada dois meses atrás pela confeitaria Dulca, ela é dedicada exclusivamente ao doce — à exceção do cafezinho para acompanhar (R$ 4,50). Após um início vacilante, a casa voltou a oferecer uma massa com frescor e leveza exemplares, responsáveis por sua fama. Além do clássico recheio de creme, capaz de fazer qualquer um se lambuzar, pode-se escolher o de doce de leite e o de pistache, este de sabor bem suave, apagado até. Outras possibilidades são gianduia, geleia de goiaba, coco e brigadeiro. Todas passadas em uma combinação de açúcar com canela e vendidas a R$ 10,00, podem ser levadas para casa ou consumidas ali mesmo, em mesas ao ar livre. Qualquer que seja a intenção da compra, ela chega em um saquinho de papel graciosamente fechado com pregador, que vale por um presente.

    Preços checados em 02 de março de 2016.

    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO