Saúde

Médicos ganharão bônus para trabalhar na periferia

Salário de servidores poderá ficar até 30% maior com benefícios que variam de acordo com localização e qualificação dos profissionais

Por: Redação VEJASÃOPAULO.COM

Saúde
O projeto precisou ser aprovado às pressas para ficar dentro do prazo do calendário eleitoral (Foto: Boost Imagens/Boost/Latinstock)

O governador Geraldo Alckmin sancionou nesta segunda-feira (7) projeto de lei que dá 30% de bônus aos médicos que forem trabalhar em hospitais estaduais em regiões distantes e periferias. Com este aumento, o salário máximo dos profissionais poderá chegar a 17 700 reais por mês.

+ Márcio Elias Rosa é indicado ao mais alto posto do Ministério Público

O projeto precisou ser aprovado às pressas para ficar dentro do prazo do calendário eleitoral de aumento dos vencimentos de servidores.

+ Prefeitura libera 40 milhões de reais para Cohab na Vila Olímpia

Além dos médicos que trabalham na periferia, aqueles que possuírem títulos de mestrado, doutorado e pós-doutorado também receberão aumentos que poderão variar entre 1 330 e 1 957,50 reais. Os benefícios valem para os profissionais que já atuam na Secretaria de Saúde e para os futuros concursados.

Fonte: VEJA SÃO PAULO