Comida

Burger King convida McDonalds para criar lanche e recebe resposta polêmica

Hambúrguer colaborativo, misto de Big Mac e Whooper, estrelas de cada marca, celebraria o Dia da Paz

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Big Mac
Guerra do hambúrguer: McDonald's recusa cessar-fogo com Burger King (Foto: Reprodução)

O hambúrguer tostou no universo do fast-food. O McDonald’s declinou o convite do concorrente Burger King para criar um sanduíche colaborativo no Dia da Paz, celebrado em 21 de setembro.

A rede americana publicou na manhã desta quarta (26), em sua conta no Twitter e no Facebook, uma nota assinada pelo CEO Steve Easterbrook. “Nós adoramos a intenção, mas acreditamos que nossas marcas poderiam realizar algo maior para fazer a diferença”, diz um trecho. O "molho especial" do texto foi a observação final: “Um simples telefonema bastará da próxima vez".

+ McDonald’s X Burger King: a batalha dos big sanduíches

O público criticou a resposta nas redes sociais. “No quesito sabor, ficarei sempre com coroa em vez do palhaço”, diz um comentário, referindo-se aos ícones das duas marcas. “Mais uma vez o McDonalds estragou tudo, assim como o meu pedido ontem à noite”, escreveu outro usuário.

O cessar-fogo lançado pelo Burger King propunha a criação do “McWhopper”, combinação de Big Mac e Whopper, principais atrações de cada lanchonete. O hambúrguer seria servido durante na cidade de Atlanta, nos Estados Unidos, com o objetivo de promover o Dia da Paz, em parceria com a ONG Peace One Day.

Confira a resposta completa do McDonald’s:

Caro Burger King,

Inspiração para uma boa causa… ótima ideia. Nós adoramos a intenção mas acreditamos que nossas duas marcas podem realizar algo maior para fazer a diferença. Nos comprometemos a criar conscientização no mundo inteiro, talvez vocês se unam a nós em um esforço global significativo?E a cada dia, vamos deixar claro que entre nós há simplesmente uma competição de negócios amigável e certamente não as circunstâncias inigualáveis de verdadeira dor e sofrimento da guerra.

Estaremos em contato.

-Steve, CEO do McDonald’s

P.S. Um simples telefonema bastará da próxima vez.

Fonte: VEJA SÃO PAULO