Comportamento

Matinês para adolescentes voltam a ser moda

São opções em toda a cidade

Por: Carolina Giovanelli - Atualizado em

Sábado (8), 15 horas. De dentro do carro, a dentista Márcia Silvestre olha atenta para a filha Rafaela, de 11 anos, que está na fila do Club Ice, em Santana. Aflita, a mãe fala ao celular com a menina. Quer saber por que ela ainda não entrou na casa. Em veículos próximos, outros pais – em geral nada animados com a ideia – acompanham as crianças a um programa antigo que voltou a ser moda entre os adolescentes: as matinês. Pelo menos dez festas voltadas ao público entre 12 e 18 anos rolam na cidade nos fins de semana, inclusive em redutos de baladeiros adultos como o Vegas, que acaba de lançar a New Hype Party (confira as cinco mais bacanas abaixo). Como nem sempre é exigida a apresentação de documento de identidade na porta, gente ainda mais jovem que Rafaela às vezes consegue entrar. Maiores de 18 anos são barrados. Somadas, essas festas concentram cerca de 3 000 pessoas. "Todos os colegas da escola vêm", diz Rafaela, que naquela tarde fazia sua segunda visita ao Ice, com uma latinha de energético na mão. Ali, é a bebida oficial, mas refrigerante e água são os campeões em outros redutos da turminha. Um open bar sem álcool. Quem desembolsa 10 reais extras além do valor do ingresso tem direito a ocupar um camarote onde são servidos sorvete e açaí. No som, sucessos das rádios e música eletrônica.

Como o agito tem hora certa para começar (por volta das 16 horas) e terminar (quase sempre antes das 22 horas), os frequentadores se desdobram para não perder nem um minuto sequer. Chegam meia hora antes do início. "Fico até o último instante", conta Carolina Calais, de 13 anos, prima de Rafaela. Segundo ela, não falta paquera. "Já dei 32 foras numa mesma festa", jura. A quantidade de casaizinhos parece inversamente proporcional à pouca idade. Karolina Queiroz, de 14 anos, e Luis Felipe Gomes, de 15, estão juntos desde julho, o que é raro. A maioria costuma simplesmente se beijar e ir cada um para o seu canto, o que deixa alguns pais de cabelo em pé. "Não acho certo. Ainda mais com quem não conhece", desabafa a administradora de empresas Georgia Mara, mãe de Giovana, de 12 anos, que fazia sua estreia na balada.

A menina vestia calça jeans, tênis e blusinha, mas há quem aposte em superproduções, com direito a sandálias de salto alto. "Começo a me arrumar ao meio-dia", diz Priscila Emiliano, de 17 anos, que faz chapinha e capricha na maquiagem para ir à Joy, em Pinheiros. Rafaela Bellangero, de 14 anos, fez cirurgia plástica no nariz e comentava o assunto com as amigas, escondida no banheiro. É que sua mãe circulava pela boate, que recebe os adultos para uma ronda e os acomoda num camarote no mezanino de onde é possível ficar de olho nos filhos através de uma parede de vidro. "A visita dura, no máximo, meia hora, para a moçada não se constranger", explica Magal Guerra, um dos proprietários. Grande parte do sucesso desse tipo de festa se deve aos cerca de 200 promoters mirins que trabalham na divulgação de cada uma delas. Eles colocam o nome dos amigos em listas e distribuem flyers nos colégios. Em troca, entram de graça e ganham popularidade com sua galera. A julgar pela quantidade crescente de minibaladeiros, parece que a ideia deu certo.

Converse. Glória. Rua 13 de Maio, 830, Bela Vista, 3287-3700. Sábado (15) e dia 29, das 17h às 22h. R$ 25,00. De 14 a 18 anos.

Domingueira. Joy Club. Rua Deputado Lacerda Franco, 342, Pinheiros, 3813-3008. Domingo, das 18h às 22h. Meninas: R$ 10,00 (de graça até as 19h). Meninos: R$ 20,00. De 14 a 18 anos.

Loft. Club Ice. Avenida Paulo Silva Araújo, 28, Santana, 2283-1270. Sábado (22), das 15h às 21h. Meninas: R$ 40,00. Meninos: R$ 45,00. De 12 a 17 anos.

New Hype Party. Vegas. Rua Augusta, 765, Consolação, 3231-3705. Dia 13 de setembro, das 18h às 23h. R$ 20,00. De 14 a 18 anos.

Saturday For Fun. Secrett. Rua Nova Cidade, 181, Vila Olímpia, 3842-9669. Sábado (15) e dia 29, das 15h às 21h. R$ 40,00. De 13 a 17 anos.

Fonte: VEJA SÃO PAULO