CONSUMO

Os materiais escolares mais desejados pelas crianças

Itens licenciados de filmes e desenhos (novos ou nem tanto) que estão fazendo sucesso

Por: Larissa Faria, Jennifer Detlinger, Gabriel Bentley e Sophia Braun

Este ano, encontrar os itens dos personagens mais queridos pela crianças não está sendo uma tarefa fácil: na hora da compra dos materiais escolares, muitos pais preferem economizar comprando itens fora da linha de licenciados. Um ou outro produto, porém, vai parar nos carrinhos e cestinhas de quem não abre mão de realizar os desejos dos filhos. 

+ Pesquisa Menor Preço Material Escolar: mesmo produto tem variação de mais de 200% no preço entre lojas

Confira abaixo algumas opções de materiais escolares com estampas de personagens hits com as crianças:

Mochila Minions
Mochila Minions (Foto: Divulgação)

Meu Malvado Favorito: Mochila com rodinhas mais lancheira, R$ 359,00 na JB (Avenida Amador Bueno da Veiga, 1038, Penha, ☎ 3628-1397).

Estojo Monster High
Estojo Monster High (Foto: Divulgação)

Monster High: Estojo escolar com três compartimentos, R$ 24,90 na Kalunga (Rua Voluntários da Pátria, 1483, Santana, ☎ 3346-9966).

Caderno Hora de Aventura
Caderno Hora de Aventura (Foto: Divulgação)

Hora de Aventura: Caderno de cartografia e desenho (96 folhas), R$ 14,95 na Misaspel (Rua Fernão Dias, 477, Pinheiros, ☎ 3037-2900).

Mochila Peppa Pig
Mochila Peppa Pig (Foto: Divulgação)

Peppa Pig: Mochila de costas, R$ 179,00 na Staples (Top Center, ☎ 3824-7500, www.staples.com.br).

Caderno Star Wars
Caderno Star Wars (Foto: Divulgação)

Star Wars: Caderno para quinze matérias (300 folhas), R$ 49,90 na Papel Magia (Shopping Center Norte, ☎ 2252-2424).

Lancheira Frozen
Lancheira Frozen (Foto: Divulgação)

Frozen: Lancheira térmica com squeeze e porta-lanche, R$ 110,00 na Estrela Magazine (Avenida Mateo Bei, 2409, São Mateus, ☎ 2919-7351).

Agenda Batman
Agenda Batman (Foto: Divulgação)

Batman: Agenda escolar de 2016 com dois dias por página, R$ 11,30 na Lepok (Rua Itapura, 1053, Tatuapé, ☎ 2095-7400).

Fonte: VEJA SÃO PAULO