Coleção

Dez telas nos cavaletes de vidro que você não pode deixar de ver

Confira a lista abaixo para não ficar perdido entre as mais de cem obras expostas no 2° andar do Masp

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Masp
Cavaletes de vidro no segundo andar do prédio fazem as obras "flutuarem" pelo espaço (Foto: Tomás Arthuzzi)

Desde outubro, o Masp reinaugurou os cavaletes de vidro com 118 peças mais destacadas do acervo - o mais importante da América Latina. Telas de mestres da história da arte parecem flutuar pelo 2° andar e ficam à disposição do visitante para que ele crie seu próprio caminho por ali. Fizemos uma lista de dez destaques que devem constar no seu passeio:

+ Leia a matéria completa sobre a nova cara do Masp

1- "Retrato de Lunia Czechowska", de Amedeo Modigliani

A marca do italiano é o desenho alongado e amarelado.

Amedeo Modigliani
"Retrato de Lunia Czechowska", de Amedeo Modigliani, 1918 (Foto: Acervo Masp)

2 - "Moça com Livro", de Almeida Júnior

Um dos símbolos da história da arte brasileira, ele retrata a vida dos sertanistas, coisas que ninguém havia feito por aqui antes.

almeida junior
"Moça com livro", de Almeida Júnior, sem data (Foto: Acervo Masp)

3 - "A Canoa Sobre o Epte", de Claude Monet

Conhecido pelos seus retratos impressionistas de paisagens, Monet tinha sua casa em Giverny, na França, como um dos seus grandes temas.

Claude Monet - A canoa sobre o Epte, circa 1890
"A canoa sobre o Epte",de Claude Monet, 1890 (Foto: Acervo Masp)

+ Saiba como se tornar um amigo do Masp

4 - "Quatro Bailarinas em Cena", de Edgar Degas

As bailarinas sempre foram sua paixão: o francês soube retratar os melhores cenários e os combinou com as mais delicadas cores.

Edgar Degas
"Quatro bailarinas em cena", de Edgar Degas, de 1885-90 (Foto: Acervo Masp)

5 - "Monsieur Fourcade", de Henri de Toulouse-Lautrec

Pintava a boemia de Paris no final do século XIX: ele mesmo fazia parte desse mundo e morreu de sífilis aos 36 anos.

Henri de Toulouse-Lautrec
"Monsieur Fourcade", de Henri de Toulouse-Lautrec,de 1889 (Foto: Acervo Masp)

6 - "Ecce Homo ou Pilatos apresenta Cristo à Multidão", de Jacopo Tintoretto

Tintoretto fez parte do Renascimento Italiano, quando era muito comum pintar imagens relacionadas à Igreja.

Jacopo Tintoretto
"Ecce Homo ou Pilatos apresenta Cristo à multidão", de Jacopo Tintoretto, de 1546-47 (Foto: Acervo Masp)

7 - "Nu Deitado", de Flávio de Carvalho

Artista do modernismo brasileiro, era ativo em diversas áreas: artes plásticas, teatro, arquitetura, cenografia, entre outros.

flávio de carvalho
"Nu Deitado", de Flávio de carvalho, de 1932 (Foto: Acervo Masp)

+ Visite a página "O Masp é Nosso" e fique por dentro de tudo o que acontece na instituição

8 - "Retrato de Suzanne Bloch", de Pablo Picasso

Esta foi a obra roubada do museu em 2007, por homens que invadiram o museu. Foi recuperada dois anos depois.

Picasso
"Retrato de Suzanne Bloch", de Pablo Picasso, de 1904 (Foto: Acervo Masp)

9 - "Os Semeadores", de Diego Rivera

Marido de Frida Kahlo, foi o mais importante muralista mexicano.

Diego Rivera
"Os semeadores", de Diego Rivera, de 1947 (Foto: Acervo Masp)

10 - "Passeio ao Crepúsculo", de Vincent van Gogh

O mestre holandês terá uma grande exposição com as obras produzidas no tempo de sua estada em hospício de Saint-Rémy, em 1889.

Vincent van Gogh - Passeio ao crepúsculo, 1889-90
"Passeio ao crepúsculo",de Vincent van Gogh, 1889-90 (Foto: Acervo Masp)

Fonte: VEJA SÃO PAULO