Eleições

Marta Suplicy se lança candidata com samba e declaração ao marido

Ex-petista subiu ao palanque para oficializar a chapa com o vice Andrea Matarazzo (PSD) e falou à militância do PMDB 

Por: Veja São Paulo

marta suplicy andrea matarazzo
Marta Suplicy anuncia candidatura ao lado de Andre Matarazzo (Foto: Leonardo Benassatto/Estadão Conteúdo)

Com um discurso de que a cidade de São Paulo precisa de mudanças, a senadora Marta Suplicy (PMDB) oficializou sua candidatura à prefeitura na manhã deste sábado (30) na quadra da escola de samba Rosas de Ouro, na Zona Norte. No palanque diante da militância do seu novo partido, Marta falou sobre sua vida, sambou e fez declaração de amor ao marido, o empresário Marcio Toledo. "Vivo neste momento um grande encontro de almas com o Márcio. Ele mudou a minha vida, estou muito feliz, obrigada, meu amor."

Marta aproveitou também para falar mais uma vez sobre a troca do PT pelo PMDB. "Eu saí quando eu constatei que o PT não tinha mais condições de mudar o que seus dirigentes queriam para  o partido e para o país", disse ela, em meio a elogios rasgados aos caciques peemedebistas.

+Marta e Matarazzo: em frases, um passado de rivalidades

O protagonismo prometido ao recém-anunciado vice de sua chapa, o vereador Andrea Matarazzo (PSD), foi cumprido. Logo na entrada da quadra, um banner gigante trazia a mensagem: "agora somos todos Marta e Matarazzo" logo abaixo do slogan da campanha "Coragem para Mudar". Em um dos muitos jingles cantados pela militãncia, o nome do vereador também apareceu.  

+Andrea Matarazzo: "Não é fácil abrir mão de um sonho"

Matarazzo desistiu da sua candidatura à frente do partido presidido pelo ex-prefeito Gilberto Kassab (PSD) para integrar a chapa de Marta, que aparece em segundo lugar nas pesquisas de intenções de voto. Kassab compareceu ao evento, assim como Paulo Skaf que disputou o governo de São Paulo pelo PMDB em 2014. 

No palanque, Marta e Matarazzo se deram as mãos várias e em cada um dos seus respectivos discursos os candidatos minimizaram o passado como forte adversários políticos. "Depois que a Marta me convidou para ser seu vice, tivemos muitos encontros e percebi que temos visões semelhantes em diversos aspectos da cidade", disse Matarazzo. "Você é dez, Matarazzo", devolveu Marta. 

+Fique por dentro do que acontece na cidade

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO