Polícia

Mark Chapman, assassino de John Lennon, tem nova condicional negada

Pedido da defesa do condenado foi recusado pela Justiça americana pela nona vez em mais de trinta anos de cumprimento de pena

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

John Lennon
John Lennon: assassino cumpre pena há vinte anos nos EUA (Foto: Divulgação)

A Justiça americana negou pela nona vez o pedido de liberdade condicional de Mark Chapman, de 61 anos, que cumpre pena perpétua pelo assassinato do beatle John Lennon, em 1980. De acordo com a revista Time, as autoridades disseram nesta segunda-feira (29) que permitir sua soltura seria "incompatível com o bem-estar da sociedade". 

O último pedido de liberdade condicional para Chapman havia sido julgado e também negado em 2014, quando a Justiça afirmou que "suas ações destruíram uma família". 

mark chapman
Mark Chapman assassinou John Lennon a tiros (Foto: Reprodução)

Lennon foi assassinado em frente a sua casa em Nova York com três tiros disparados por Chapman, em dezembro de 1980. Um dos disparos acertou a artéria aorta do músico, que morreu no hospital. 

Fonte: VEJA SÃO PAULO