Show

Marisa Orth indica bons passeios na cidade

A atriz do celebrado musical A Família Addams faz show no Bourbon Street

Por: Bruno Machado - Atualizado em

Marisa Orth
Cantora e atriz: Marisa Orth apresenta seus dotes vocais em show no Bourbon Street (Foto: Divulgação)

Marisa Orth, 49 anos, foi revelada pela novela Rainha da Sucata em 1990, quando interpretou Nicinha, personagem que lhe valeu um prêmio da Associação Paulista dos Críticos de Arte. Alguns anos depois, foi com a Magda, do humorístico Sai de Baixo, que a paulistana caiu nas graças do público.  No início de 2012, a atriz, que também cursou psicologia na PUC,  emplacou outro sucesso, agora nos palcos: A Família Addams já foi vista por mais de 300 mil pessoas e segue em cartaz no Teatro Renault até o próximo dia 16, em concorridas apresentações.

+ Daniel Boaventura interpreta Gomez de A Família Addams

+ Marisa Orth se considera Mortícia desde sempre

Outra faceta da atriz, a de cantora, também já pôde ser conferida em seus trabalhos junto das bandas Luni e Vexame. Apesar de duas décadas atrás do microfone, Marisa só gravou seu primeiro álbum, Romance Vol. II, em 2009, que deu origem a uma turnê homônima, que chega ao Bourbon Street na próxima terça (4). Eclético, o disco mescla sucessos do rock romântico, como I’m Not in Love do 10cc e canções de Roberto e Erasmo Carlos (Minha Fama de Mau) e Rita Lee (Fruto Proibido).

A seguir, Marisa Orth indica seus lugares preferidos na cidade e responde a algumas perguntas.

MARISA ORTH INDICA

Cine Sabesp - 01
Sala do Cine Sabesp: 271 lugares fora do burburinho das salas de shopping (Foto: Divulgação)

Cine Sabesp: “Minha sala de cinema preferida em São Paulo. Sempre que há um bom filme em cartaz eu prefiro vê-lo lá. Não gosto muito de entrar em shopping para ir ao cinema.”

Parque Villa-Lobos
Entrada do Parque Villa-Lobos: para relaxar e fazer piquenique com as crianças (Foto: Elaine Cristina Mendes)

Parque Villa-Lobos: “No começo, não gostava muito do parque, pois ele era muito árido. Felizmente, isso mudou. Sempre que posso, vou caminhar por lá.”

Teatro Alfa
Teatro Alfa: um dos mais charmosos da cidade (Foto: Divulgação)

Teatro Alfa:  “Sem dúvida, minha sala de espetáculos preferida na cidade. A programação é sempre impecável.”

 

TRÊS PERGUNTAS

VEJA SÃO PAULO — Como você avalia o sucesso de A Família Addams?

Marisa Orth — Eu nunca tive tanto sucesso no teatro, e numa cidade só. Foi a primeira vez que vi pessoas vindo de outras cidades e até outros estados para assistir a um espetáculo. Em janeiro, vamos para o Rio de Janeiro, onde ficaremos em cartaz por uns três meses. Depois se encerram as apresentações.

VEJA SÃO PAULO — Como você teve contato com a música?

Marisa Orth — Foi nos anos 80, logo que terminei meu curso na Escola de Arte Dramática da USP. Ia aos shows no Aeroanta, no Madame Satã e também no Off. Depois, me juntei ao Luni, banda em que fui backing vocal. Já com o Vexame, que era um misto de peça de teatro e show, eu interpretava uma cantora, então tive de aprender a cantar. Depois fiz aulas de canto, em 2009, com saudade da música, e gravei o Romance Vol. II.

VEJA SÃO PAULO — O que o público pode esperar do show no Bourbon Street?

Marisa Orth — Esse é um show em que busquei atrair todo o tipo de público. Quem levou um “pé na bunda” ou está super apaixonado vai gostar muito. O show chama Romance Vol. II, e como não poderia ser diferente, tem participação especial do meu marido, o Da Lua. Laura Lobo, [a Vandinha, de A Família Addams] também faz uma participação especial, cantando Último Desejo do Noel Rosa. O clima do show é super alegre, é como uma festa da firma. (Risos.)

Fonte: VEJA SÃO PAULO