TV

Marieta Severo diz que não tinha como concordar com Faustão

Atriz rebateu a declaração do apresentador sobre a situação do Brasil no programa do último domingo

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Marieta Severo e FRaustão
Marieta Severo no “Domingão do Faustão”: atriz participou do programa no último domingo (28) (Foto: Reprodução TV)

Marieta Severo disse que "não saiu em defesa de governo" ao rebater a opinião do apresentador Fausto Silva ao vivo no programa do último domingo (28). Para a coluna Mônica Bergamo do jornal Folha de S. Paulo, a atriz afirmou, porém, que não podia concordar com o apresentador.

+ Marieta Severo rebate opinião de Faustão

“Foi uma resposta à maneira como ele falou, de que é um momento de desesperança, que a única coisa organizada no Brasil é o crime. Eu não concordo.” Na entrevista, Marieta Severo disse ainda que não falou com Faustão após o caso. Ela afirmou ainda que seu objetivo não foi causar polêmica. “Estamos num momento complicado, de discussões e ódio. E tudo que eu menos quero causar neste momento é mais discussão e ódio.”

+ “Tenho que fingir que estou dando conta”, diz pai de Cristiano Araújo

Depois de elogiar a atriz no programa de domingo, Faustão pediu para que ela opinasse sobre o Brasil. “A única coisa organizada é o crime, porque falta estrutura, falta seriedade”, disse o apresentador, acrescentando que trata-se do país “da corrupção, da crise, do desemprego” e que “vira, para muita gente, o país da desesperança“.

+ Confira as principais notícias da cidade

A resposta de Marieta, no entanto, destoou totalmente da opinião do apresentador: “Sou sempre otimista. Eu acho que o país caminhou muito nos últimos anos. Estamos numa crise, sim. Já tivemos em outra, temos que ter uma atenção muito grande para sair dela. Mas, para mim, Faustão, tem uma coisa muito importante que me norteou toda a minha vida, que é inclusão social, a chamada luta contra a desigualdade. É claro que eu sei que a gente tem que estar com uma economia equilibrada para tudo isso continuar acontecendo, mas a gente teve muito isso nos últimos anos. Que a gente está numa crise, que a gente tem que sair dela, com certeza. Mas a gente já teve outras e já saiu, a gente vai sair. É um país com tantas qualidades, né?”.

Fonte: VEJA SÃO PAULO