Shows

Maria Gadú lança novo disco no HSBC Brasil

Em seu segundo trabalho de estúdio, cantora aparece mais madura e menos pop

Por: Carol Pascoal

Maria Gadú 2264
Maria Gadú com o seu grupo: Fernando Caneca, Gastão Villeroy, Cesinha, Doga e Maycon (Foto: Marcos Hermes)

Ao surgir com o CD homônimo de estreia em 2009, a tímida cantora paulistana Maria Gadú, hoje aos 25 anos, foi apontada como o futuro da MPB. Radicada no Rio de Janeiro, ela emplacou algumas músicas em novelas globais. O hit chiclete “Shimbalaiê” integrou a trilha de “Viver a Vida” e a canção “Oração ao Tempo” fez parte do folhetim “A Vida da Gente”. Após o estrondoso sucesso do primeiro álbum, a intérprete evitou se arriscar. O caminho mais seguro encontrado por ela foi o de gravar dois discos ao vivo, um deles junto de Caetano Veloso — de quem sempre recebe elogios. Na sexta (13), Gadú retorna à cidade com material novo. Trata-se de “Mais uma Página”, o segundo trabalho de estúdio, lançado em dezembro de 2011. O resultado é positivo e traz a moça em uma versão mais madura e menos pop.

+ Os shows que agitam São Paulo

+ Conheça seis novas cantoras da cidade

+ Dia do Choro é comemorado durante todo o mês de abril

No palco, ela surge acompanhada por Maycon (teclados), Gastão Villeroy (baixo), Doga (percussão), Cesinha (bateria) e Fernando Caneca (guitarra e violão). Assim como em toda apresentação de lançamento, as novidades ainda não devem ser conhecidas do grande público. “Axé Acappella” (Luísa Maita e Dani Black) já toca nas rádios, mas “Linha Tênue” (Dani Black) e a autoral “Estranho Natural” merecem atenção. Quem for ao show para ouvir as canções mais antigas pode esperar por “Linda Rosa” e “A História de Lily Braun” (Edu Lobo e Chico Buarque).

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO