Trânsito

Marginal é fechada durante protesto contra reintegração na região do Cebolão

Policiais liberaram a pista após uso de balas de borracha e bombas de gás lacrimogêneo

Por: Estadão Conteúdo

Marginal Pinheiros
Marginal Pinheiros ficou bloqueada por uma hora na manhã desta terça (6) (Foto: Futura Press/ Folhapress)

Um protesto contra a reintegração de posse de um terreno embaixo da ponte da Rodovia Castelo Branco complicou o trânsito na Marginal do Pinheiros, sentido Cebolão, no início da manhã desta terça (6). Por volta das 6h, moradores atearam fogo em objetos e bloquearam três pistas. Por segurança, policiais militares fecharam a expressa da Marginal Pinheiros no acesso à Marginal do Tietê.

+ Cai número de acidentes com mortes nas marginais

A reintegração foi solicitada pela Empresa Metropolitana de Águas e Energia S/A (EMAE), dona do imóvel, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP). O local está ocupado por cerca de 70 pessoas (40 famílias), em moradias de madeira e lona.

Para liberar as pistas, PMs disparam balas de borracha e bombas de gás lacrimogêneo e formaram um "posto de controle" no acesso à Castelo Branco para evitar que moradores voltassem a queimar entulho.

+ Helicóptero da PM sofre pane e fecha o trânsito na Marginal Pinheiros

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) confirmou a liberação das faixas por volta das 6h50 mas o trânsito ficou complicado na Marginal do Pinheiros sentido Cebolão. A pista expressa registrou 6,6 quilômetros de lentidão, desde a Ponte Cidade Jardim até a Ponte Jaguaré. Na local, a lentidão era da Ponte Jaguaré até a Rodovia Castelo Branco.

+ Confira as últimas notícias da cidade

Fonte: Estadão Conteúdo