Cidade

22 frases impactantes da "Marcha das Vadias" de São Paulo

A quinta edição da manifestação na cidade percorreu a Avenida Paulista e a Rua Augusta na tarde deste sábado (30)

Por: Veja São Paulo

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Mais de 100 mulheres participam da quinta edição da Marcha das Vadias de São Paulo, neste sábado (30). A concentração começou às 11h, no vão livre do Masp. Depois de passar pela Avenida Paulista e descer a Rua Augusta, o grupo deverá terminar o ato na Praça Roosevelt.

+Administradora é voluntária da Unibes há 34 anos

O tema central da manifestação deste ano foi a legalização do aborto. "O debate que pretendemos ampliar não é sobre ser ou não favorável. É sobre as implicações concretas da política de criminalização", diz o texto publicado na página do evento no Facebook.

Confira abaixo 22 frases impactantes da manifestação:

Marcha das Vadias
"Somos as netas das bruxas que não conseguiram matar" (Foto: Gero/Folhapress)

1. Com mamãe feminista, ninguém cria machista

2. Somos as netas das bruxas que não conseguiram matar

3. Abortei o machismo

4. Não sou friboi

5. Tire sua opinião do meu útero

6. Apoie a vida, legalize o aborto

Marcha das Vadias
"Não sou Friboi" (Foto: Cris Faga/Fox Press Photo/Folhapress)

7. Nós estamos nuas e cobertas de razão

8. Meu útero é laico

9. Meu respeito por um homem não depende das roupas que ele veste

10. Revista vexatório = estupro institucional

11. Meu papel na pátria não é atrair gringo interpretando mulata

12. Pelo direito da escolha, não pela escolha de direitos

Marcha das Vadias
"Meios seios não são para seu consumo" (Foto: Cris Faga/Fox Press Photo/Folhapress)

13. Meu decote não lhe dá direitos

14. Ricas abortam, pobres morrem

15. Aborto ilegal - feminicídio estatal

16. Para sempre vadia

17. Meus seios não são para o seu consumo

Marcha das Vadias
"Quem cala não consente" (Foto: Cris Faga/Fox Press Photo/Folhapress)

18. Nem do estado, nem do companheiro, meu corpo é meu

19. Meu corpo, minhas regras

20. O corpo é meu e não do patriarca

21. Quem cala não consente

22. Machistas não passarão

Fonte: VEJA SÃO PAULO