Mistérios da cidade

Mapa da mobilidade em São Paulo

Estabelecimentos foram avaliados por suas adaptações para deficientes físicos, gestantes e idosos

Por: Mauricio Xavier [com reportagem de Flora Monteiro e Jéssika Torrezan] - Atualizado em

Mistérios da Cidade 2268 - Museu de Arte Moderna
Museu de Arte Moderna: em primeiro no ranking ao lado do Memorial da Inclusão | Crédito: Priscila Zambotto
O Museu de Arte Moderna, no Parque do Ibirapuera, e o Memorial da Inclusão, ao lado do Memorial da América Latina, são os pontos de atração cultural que melhor atendem os visitantes com dificuldades de locomoção, como deficientes físicos, gestantes e idosos. + Maria de Rodas: mães cadeirantes contam suas histórias emocionantes + Pesquisa mostra que centros esportivos não são inclusivos + Dorina Nowill foi um símbolo para os deficientes visuais A eleição — uma parceria do Instituto Mara Gabrilli com a Secretaria de Estado da Cultura — envolveu 315 locais, avaliados por suas adaptações arquitetônicas e pela disponibilidade de guias e intérpretes. A lista dos 186 melhores será publicada em versão impressa nos próximos meses. Confira os primeiros: 1. MAM e Memorial da Inclusão (empatados) 2. Sesc Itaquera 3. Pinacoteca do Estado 4. Museu da Língua Portuguesa 5. Museu de Arte Sacra 6. Sesc Pinheiros 7. Centro de Memória Dorina Nowill 8. Museu da Casa Brasileira 9. Centro Cultural Banco do Brasil 10. Centro Cultural São Paulo 11. Museu do Futebol 12. Itaú Cultural 13. Biblioteca São Paulo 14. Sala São Paulo 15. CineSesc 16. Auditório Ibirapuera 17. Teatro Alfa 18. Espaço Unibanco Augusta 19. Reserva Cultural 20. Biblioteca Mário de Andrade Veja a relação completa em www.acessibilidadecultural.com.br

Fonte: VEJA SÃO PAULO