polícia

Mano Brown, do grupo Racionais MC´s, é detido em São Paulo

Rapper prestou depoimento e foi liberado após assinar termo por desobediência. Eduardo Suplicy diz que cantor levou "mata-leão" e foi tratado com truculência

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Líder do grupo Racionais MCs, Mano Brown deixou o 37º Distrito Policial, na região do Campo Limpo, às 20h55 desta segunda (6). Escoltado por amigos, ele foi embora após prestar depoimento e assinar um termo circunstanciado por desobediência. 

Sem falar com a imprensa, o músico acenou para os fãs que aguardavam na porta da delegacia. Com problema na documentação, o carro dele foi apreendido.

O rapper foi detido por volta das 16h. O episódio aconteceu durante uma blitz de trânsito realizada pela Polícia Militar na Avenida Carlos Caldeira Filho, na altura do número 1000, na Vila Andrade.

O delegado responsável pelo caso, Fábio Brandão, disse que Brown não viu um cone da Polícia Militar que sinalizava a fiscalização. Após frear repentinamente, o rapper foi abordado. Em seu depoimento, o músico afirmou que o oficial foi truculento.

O secretário de Direitos Humanos e Cidadania da prefeitura de São Paulo, Eduardo Suplicy, disse que o agente usou um golpe conhecido como “mata-leão” para conter e algemar o cantor. “Faltou respeito e civilidade da parte dos policiais”, disse o político, que foi até a delegacia para acompanhar o caso.

Em mensagem postada em seu perfil no Facebook, Suplicy pediu maior "respeito e civilidade, especialmente aos negros". "Mano Brown foi à farmácia comprar um remédio para sua mãe, que esteve hospitalizada. No caminho, foi parado por batalhão de PMs. Abriu os vidros, desceu do carro. Mandaram ele elevar os braços por trás da cabeça. Brown pediu para não tocarem nele. Um forte policial deu-lhe um mata leão e o derrubou no chão. Diversos passaram a ofende-lo. Algemaram-no e o levaram ao 37DP, no Campo Limpo. O fato de o exame de saúde da carteira de habilitação estar vencido não justificava aquele procedimento", escreveu o secretário. 

Já o policial militar declarou em seu depoimento que foi ofendido por Brown, que recusou ser revistado. A PM não encontrou drogas no automóvel.

+ Confira as principais notícias da cidade

À tarde, a produtora do grupo Racionais MCs divulgou uma nota no Facebook confirmando o caso. “Informamos que o rapper Mano Brown foi detido sob suspeita de desacato e se encontra no 37º DP Campo Limpo à espera do posicionamento da autoridade policial competente.”

 

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO