Cidade

Seis manifestantes ficam feridos em protesto no Morumbi

Carro foi queimado e explodiu; três pessoas permanecem internadas em hospital

Por: Redação VEJA SÃO PAULO - Atualizado em

Três pessoas que se feriram em um protesto na manhã desta segunda-feira, no Morumbi, Zona Sul, permanecem intenadas no Hospital Municipal do Campo Limpo. Entre as vítimas, há uma criança de 11 anos e um homem de 36 anos que estão em estado grave. A terceira vítima, uma rapaz de 18 anos, sofreu ferimentos leves. Ao todo, seis pessoas foram levadas ao hospital depois que um carro em chamas explodiu.

O protesto começou por volta das 7h na Rua Dr. Luiz Migliano, na Zona Sul. O grupo, de aproximadamente 100 pessoas, de acordo com a Polícia Militar, era composto por moradores da comunidade Vila Praia, na mesma região, que reivindicavam por moradia.

Durante o protesto, os manifestantes formaram duas barricadas ateando fogo a pneus, caçambas e pedaços de madeira, para interditar a via que liga as avenidas Francisco Mourato e Giovanni Gronchi. Um carro também foi derrubado e explodiu instantes depois.

O trânsito no local permanecia bloqueado até as 13h30. Desvios eram sinalizados pelas avenidas Francisco Mourato, Giovanni Gronchi e Guilherme Dummont Villares. De acordo com a assessoria de imprensa da SP Trans, seis linhas de ônibus também foram desviadas.

O Corpo de Bombeiros foi chamado apenas para apagar o fogo. As vítimas foram socorridas pelos próprios companheiros e levadas ao hospital.

Fonte: VEJA SÃO PAULO