7 de Setembro

Manifestante fica cego de um olho após protestos

Vitor Araújo, de 19 anos, gravou um depoimento em vídeo e diz não se arrepender de ter lutado

Por: Redação Veja São Paulo - Atualizado em

O estudante Vitor Araújo, de 19 anos, perdeu a visão do olho direto após ser atingido por uma bomba de efeito moral jogada pela Polícia Militar durante os protestos do último sábado, 7 de setembro. Ele está internado no Hospital das Clínicas, de onde gravou um vídeo postado nesta segunda na página do Facebook do Grupo de Apoio ao Protesto Popular (Gapp).

Confira o vídeo com o depoimento de Vitor.

No depoimento, Vitor explica que estava em frente à Câmara Municipal em meio a diversos manifestantes quando um policial atirou uma bomba em sua direção. "No momento que fui me proteger, a bomba já tinha estourado. A última coisa que eu vi foi um clarão e alguém me puxando", disse. Ele conta que o resgate demorou 50 minutos. 

"Me perguntaram se eu me arrependo de ter ocorrido isso. Não. Eu não me arrependo. Eu luto por saúde, por educação, por melhorias." 

Vitor também explicou que estava lá protestando pacificamente. "Perguntaram se sou do black block. Eu não sou do black block. Fui como manifestante. Quando me atacaram com uma bomba, eu coloquei um lenço na minha cara para me proteger do gás". 

Questionada sobre possíveis excessos ocorridos durante as manifestações, a  Polícia Militar afirmou que "todas as vezes em que ocorre uma ação de controle de distúrbios civis, é instaurado um inquérito policial-militar" para apurar todos os fatos. "Em relação aos eventos do dia 7 de setembro, não será diferente", disse a PM, em nota. 

Fonte: VEJA SÃO PAULO