Criminalidade

Advogado que matou namorada tenta contato com ex-cunhada

Família de Hiromi Sato organiza manifestação contra Sergio Luiz Gadelha

Por: João Batista Jr. - Atualizado em

Hiromi Sato
A secretária Hiromi Sato: morta pelo companheiro Sergio Gadelha (Foto: Tomi Sato)

Réu confesso do espancamento que levou à morte da namorada Hiromi Sato, o advogado Sergio Luiz Gadelha tentou fazer contato com sua ex-cunhada. Há um mês, desde que voltou de uma clínica de reabilitação no interior (Gadelha tem problemas com bebidas), ele mandou e-mails e cartas para Tomi Sato.

+ Saiba informações sobre o caso de Hiromi Sato

Foram três correspondências enviadas. “Esse senhor escreveu sobre pegar as coisas dela no apartamento”, conta Tomi. “Também disse que sente falta da minha irmã.” Assustada com os contatos, Tomi prestou queixa na polícia. “Não consigo ficar sossegada, tenho medo desse homem.”

Tomi e seus familiares marcaram para o próximo dia 4 de agosto (domingo) uma manifestação em frente ao edifício onde Gadelha cometeu o assassinato. “Convido todas as pessoas que tiverem algum familiar brutalmente morto.” A concentração será às 10h30, na esquina da Rua Pará com a Avenida Angélica.

O edifício onde morou Hiromi Sato - Rua Pará
O prédio da Rua Pará, em Higienópolis (Foto: Mario Rodrigues)

O objetivo de Tomi é chamar a atenção para a audiência marcada para o dia 9 de agosto (sexta), às 13h30. Testemunhas de acusação e de defesa serão ouvidas, para então a Justiça definir se Gadelha irá a júri popular – vontade da família da vítima. No momento, o réu espera seu julgamento em prisão domiciliar, onde conta com os serviços de uma empregada para preparar suas refeições.

Fonte: VEJA SÃO PAULO