Acessibilidade

MAM e Pinacoteca oferecem serviços de áudio e videoguias

Museus também possuem educadores com deficiência auditiva, que acompanham gratuitamente os visitantes usando a Língua Brasileira de Sinais (Libras)

Por: Livia Deodato - Atualizado em

Audioguia na Pinacoteca do Estado de São Paulo
Visitante testa o audioguia na Pinacoteca do Estado de São Paulo (Foto: Divulgação)

Dois dos maiores museus de São Paulo, o MAM e a Pinacoteca do Estado de São Paulo, contam com um serviço mais do que essencial às pessoas que têm deficiência visual e auditiva: áudio e videoguias, que descrevem as obras e o contexto das exposições em cartaz através da fala e da Língua Brasileira de Sinais (Libras), respectivamente.

+ A história da Chácara Lane, onde atualmente funciona o Gabinete do Desenho

O MAM dispõe de dez audioguias em iPods para as pessoas com deficiência visual e dez videoguias (com Libras) em iPads para os que têm deficiência auditiva, além de trinta audioguias para o público em geral com informações extras (sem a descrição das obras e a disposição das mesmas) sobre as obras atualmente em cartaz. “O conteúdo é sempre atualizado: do conceito curatorial, com depoimento dos curadores e artistas, a detalhes como a disposição das peças no espaço”, conta Daina Leyton, coordenadora do Programa Educativo do MAM e da área de acessibilidade. Além disso, há sempre um educador com deficiência auditiva à disposição no horário de funcionamento do museu fluente em Libras. Todos os serviços são gratuitos.

Videoguia no MAM
Videoguia no MAM (Foto: Divulgação)

Ainda nesse primeiro semestre de 2013, todo o material produzido, tanto para audioguia quanto para videoguia, estará disponível no site do MAM e na página oficial do museu no YouTube. “A ideia é montar um acervo online”, diz Daina.

+ Museus e galerias que têm boas lojas de suvenires

No próximo dia 25 de janeiro, a Pinacoteca do Estado de São Paulo também passará a oferecer o serviço de áudio e videoguias para trinta obras do acervo, entre elas, Sombra - O Torso, de Auguste Rodin, e Tropical, 1916, de Anita Malfatti.

Audioguia da Pinacoteca do Estado de São Paulo
O aparelho de audioguia da Pinacoteca do Estado de São Paulo (Foto: Divulgação)

O audioguia, que serve tanto para pessoas com deficiência visual, quanto para o público em geral, está disponível em três idiomas – português, inglês e espanhol – e a locação do aparelho custa R$ 4. O videoguia é gratuito. O conteúdo começa com a história da Pinacoteca e sugere um roteiro pelas obras, com duração aproximada de uma hora e meia. Lá também há a possibilidade de se visitar o museu com uma educadora com deficiência auditiva fluente em Libras.

O Itaú Cultural também oferece videoguias para pessoas com deficiência auditiva. O Masp não tem ainda previsão para o emprego de nenhum dos dois aparelhos.

Fonte: VEJA SÃO PAULO