Novamente

Mais uma Mônica é vandalizada, agora no Itaim Bibi

Orelhas do Sansão foram levadas da estátua que fica entre as ruas Bandeira Paulista e Joaquim Floriano

Por: Redação Veja São Paulo

Primeiro, levaram uma escultura inteira. Depois, o Sansão. Agora só as orelhas. Neste domingo (1º), mais uma estátua da Mônica Parade foi depredada em São Paulo. Dessa vez, o coelhinho da personagem foi quebrado na esquina das ruas Bandeira Paulista e Joaquim Floriano, no Itaim Bibi, área nobre da Zona Sul da capital. A peça tem o nome de "Mônica, el terrible" e é de autoria do ilustrador e designer Wagner Loud. 

A exposição entrou em cartaz no dia 8 de novembro e fica até este domingo (8). Em menos de um mês, porém, virou notícia diversas vezes. No primeiro dia de evento, a Mônica da Oscar Freire foi furtada e encontrada dias depois em um matagal de Guarulhos, na Grande São Paulo. Na semana seguinte, outra estátua teve o coelhinho parcialmente roubado (ficaram as orelhas) na Rua Bela Cintra, nos Jardins. Entre um caso e outro, duas bonecas foram pichadas: uma na Paulista e outra na Praça Benedito Calixto. 

+ Estátua furtada dos Jardins vira celebridade na Paulista

A assessoria do evento afirma que todas as Mônicas são monitoradas e, em caso de depredação, reparadas imediatamente. "Por estarem expostas, as obras estão sujeitas a avarias, seja por atos de vandalismo ou causas naturais." A do Itaim-Bibi deve ser retirada do local ainda nesta segunda-feira (2) para que seja feito o restauro. 

Após saírem das ruas, as 50 Mônicas serão leiloadas. 

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO