Música

Madonna: Procon suspende, mas venda de ingressos é mantida

Órgão afirma que medida foi tomada devido à cobrança de taxa de conveniência e à realização de pré-venda; produtora T4F diz que responderá judicialmente

Por: Catarina Cicarelli - Atualizado em

Madonna
Em dezembro: Madonna traz ao Brasil turnê do seu novo disco, "MDNA" (Foto: Divulgação)

Na última sexta (20), o Procon-SP emitiu um comunicado no qual afirmava ter suspendido a pré-venda de ingressos para o show que Madonna fará dia 4 de dezembro no Estádio do Morumbi, em razão de infrações da produtora Time 4 Fun, responsável pela vinda da popstar. Em resposta, a empresa disse que manterá as vendas e que responderá legalmente à decisão, que considera “administrativa e unilateral”. A pré-venda está marcada para começar à 0h desta segunda (23).

+ Madonna traz turnê MDNA ao Brasil em dezembro

+ Os 53 anos de Madonna em dez videoclipes

+ Os shows que agitam a cidade

O Procon disse que havia dado um prazo até quinta (19) para que a empresa deixasse de cobrar taxa de conveniência e de realizar pré-venda. De acordo com o órgão, não existe conveniência efetiva, já que o consumidor que comprar pela internet ou pelo telefone também precisa pagar pela entrega do ingresso. Já a pré-venda não é permitida, por ser considerada discriminatória.

Paulo Arthur Góes, diretor executivo do Procon-SP, afirma que a medida não se restringe apenas à T4F. “Mesmo em relação aos outros shows, ela pode ser aplicada”. Segundo ele, em março, ocorreu uma reunião do órgão com o Ministério Público do Estado e a Livepass, a Ingresso Fácil e a Plan Produções, quando todas as empresas foram notificadas das infrações e das consequências de mantê-las. “Quem a partir de agora não se readequar estará sujeito às mesmas complicações.”

Segundo o órgão, a T4F já é reincidente, com autuações que chegam a mais de 4 milhões nos últimos dez anos. Caso a ordem de suspensão não seja acatada, o Procon afirma que tomará as medidas judiciais cabíveis e que a empresa será autuada, com multa que vai de R$ 400 a R$ 6,5 milhões.

Na quarta (18), o Procon havia enviado ainda um outro comunicado à produtora pedindo esclarecimentos sobre a pré-venda de ingressos para membros do fã-clube. Segundo órgão, não havia informações sobre meia-entrada e sobre quantos ingressos estavam disponíveis para a pré-venda, além de não haver a opção de pagamento em dinheiro e de a taxa de conveniência ser calculada como 20% do valor da entrada. De acordo com a T4F, “o fã-clube oficial da cantora, que promove a referida pré-venda especial, entende que se trata de uma venda fechada unicamente para membros oficialmente registrados e sujeitos ao pagamento integral do ingresso”.MADONNA

Quando: 4 de dezembro

Onde: Estádio do Morumbi

Pré-venda para clientes Ourocard: 23 e 24 de abril

Venda para o público em geral: a partir de 25 de abril

Internet: Tickets for Fun, a partir de 0h

Telefone: 4003-5588, a partir das 9h

Bilheteria oficial (sem cobrança de taxa de conveniência): Credicard Hall, a partir das 10h

Arquibancada laranja: R$ 170

Arquibancada azul e vermelha: R$ 280

Arquibancada especial: R$ 300

Pista: R$ 360

Inferior A e B: R$ 400

Superior 1 2 3 e 4: R$ 500

Pista Premium: R$ 850

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO